Poulson excluído do "play-off" como forma de "proteção"

O treinador do Desportivo das Aves anunciou que decidiu excluir Jaime Poulsen, cedido pelo Paços de Ferreira, do "play-off" de subida/permanência à I Liga de entre as duas equipas, para proteger o jogador.

"Já assumi há bocado que [o Jaime Poulsen] não vai estar presente no 'play-off', como forma de proteger o jogador", explicou Fernando Valente, numa decisão que pretende colocar o futebolista a salvo de eventuais especulações resultantes de contingências do próprio jogo.

Para o técnico, "o mais importante é o ser humano", sem esquecer ainda, como fez questão de reconhecer, "as relações fantásticas, de amizade e colaboração, existentes entre os dois clubes", que, também, não se pretende que "saiam beliscadas".

"Existe um sentimento de reconhecimento e gratidão do Aves por ter um ativo do Paços que muito nos ajudou, mas é mais importante o valor do ser humano e as relações institucionais entre dois clubes cumpridores e que fazem falta ao futebol português", concluiu.

Recorde-se que o avançado de 24 anos marcou os dois golos da vitória do Desportivo das Aves sobre o Paços de Ferreira (2-1), a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal. Na altura, Henrique Calisto, então técnico do Paços, considerou-o um "jogador fraco".

Mais Notícias