Marco Paulo diz-se revoltado

Médio dos tricolores agastado com o difícil momento que o clube atravessa.

O experiente médio Marco Paulo, um dos capitães do Estrela da Amadora, não se conforma com o facto de a Direcção Geral dos Impostos (DGCI) não ter aceite o pedido de adesão ao Plano Extrajudicial de Conciliação (PEC).

Segundo admitiu, entretanto, o presidente da equipa amadorense, António Oliveira, esta rejeição pode mesmo colocar em causa o futuro do Estrela da Amadora enquanto instituição.

“As pessoas do clube sempre nos disseram que o PEC seria aprovado, que tinham 90% de certezas nesse aspecto. Isso fez com que os jogadores acabassem por ficar, quando poderiam, já, ter saído no mercado de Janeiro. Penso que fomos enganados. Quando começámos a época, confiámos que tudo seria diferente”, afirmou Marco Paulo, em declarações concedidas ao canal de televisão TVI 24.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG