Beira-Mar vence Desp. Aves em jogo polémico

O Beira-Mar venceu este domingo o Desportivo das Aves por 1-0, num polémico encontro da 12.ª jornada da II Liga, marcado por muitos protestos e agitação nas bancadas

No Estádio Municipal de Aveiro, a formação de Jorge Neves conseguiu uma vitória justa, graças com uma grande penalidade marcada por Billal, aos 22 minutos, e terminou reduzida a 10 elementos, por expulsão de Nadson, aos 59.

Já o Desportivo das Aves, mesmo em superioridade numérica, nunca conseguiu mostrar argumentos para levar os três pontos de Aveiro, somando a segunda derrota consecutiva na prova.

A partida começou com um protesto da claque do Beira-Mar, que não apoiou a equipa e ostentou uma tarja onde podia ler-se "Omar tem vergonha e sai", referindo-se a Omar Scafuro, presidente da SAD.

Em causa estão as notícias recentes que envolvem a SAD do clube "aurinegro", com pagamentos em atraso e ações judiciais, e que colocam o futebol profissional do Beira-Mar num cenário de incerteza.

Dentro de campo, a polémica começou aos 21 minutos, com o árbitro Bruno Paixão a considerar falta na área de Romaric sobre Edema, assinalando a respetiva grande penalidade, que Billal não desperdiçou.

Após esta decisão do árbitro, registaram-se protestos nas bancadas, junto aos adeptos visitantes, situação que motivou a intervenção dos agentes da Polícia de Segurança Pública no local.

No segundo tempo, ao minuto 59, o árbitro voltou a estar envolvido em polémica, ao mostrar o segundo cartão amarelo a Nadson, num lance dividido com Jorge Ribeiro.

Na sequência do lance, Kal Baiano, o diretor para o futebol da equipa aveirense, foi também expulso por protestos e teve de abandonar o banco do Beira-Mar.

Até final, a partida foi dividida, mas os aveirenses, mesmo a jogar com 10, conseguiram segurar a vitória e somaram três pontos, passando a contar 18, agora mais seis do que o seu adversário de hoje.

Mais Notícias