Bebé, Quim e Pedro Pereira "candidatos" a resolver

Ex-figuras de Paços de Ferreira e Desportivo das Aves fazem a antevisão ao "play-off" que definirá o 18.º participante na I Liga 2014/15.

Os ex-futebolistas Gouveia, Paulo Vida e Rui Miguel elegeram o pacense Bebé e os avenses Quim e Pedro Pereira como os trunfos das respetivas equipas para a "play-off" de manutenção/promoção da I Liga.

Numa decisão a duas mãos, Filipe Gouveia insiste na tese da diferenciação pelos detalhes e, neste particular, não tem dúvidas em indicar Bebé, o jogador da I Liga com maior percentagem de golos da equipa, 42,9 por cento (12 em 28 marcados pelo Paços de Ferreira), e o experiente guarda-redes Quim como potenciais figuras.

O antigo médio junta à lista Pedro Pereira, máximo goleador do Aves, com 12 tentos na II Liga, e igualmente experiente, repetindo a ideia de um "play-off" disputado sob o signo do equilíbrio e que, acrescentou à agência Lusa, "só deve ficar decidido no segundo jogo".

Rui Miguel, que também alinhou pelos dois contendores na "liguilha" que se inicia sexta-feira, coincide na escolha jogadores-chave, destacando "Bebé entre os avançados fortíssimos que o Paços tem" e a "importância" de Quim na baliza do Aves, como garante da segurança defensiva e equilíbrio da própria equipa.

"O Aves gosta de ter bola, de fazer circulação, funciona mais como um todo e conta com a experiência e saber do Quim e do Jorge Ribeiro, sem esquecer o Pedro (Pereira), com algum ascendente individual neste final de época", lembrou, por sua vez, Paulo Vida.

Para o antigo avançado, que também já esteve dos dois lados, "o Paços também é forte coletivamente, mas é mais de transições rápidas e tem no Bebé a sua principal referência", e acrescenta, sem hesitar, que "são dois clubes idênticos em termos de estrutura" e que "deviam ambos de estar na I Liga".

Paulo Vida confessou à Lusa que tem o "coração dividido" e que vai falhar o "play-off", ao contrário de outros jogos a que assistiu esta época num e noutro estádio.

"Por mim, ficavam as duas. É um bocadinho estranho, não se festeja os golos. Ficamos felizes por uns, mas tristes pelos outros e, por isso, olhe, que vença quem merecer mais", concluiu Paulo Vida, na esteira do politicamente correto "que ganhe o melhor" defendido por Gouveia.

"Por respeito às duas equipas", Rui Miguel recusa pronunciar-se sobre o seu favorito, defendendo que o ideal era "uma equipa ter garantido a permanência e a outra a subida", e, à defesa, "aposta numa tripla".

O Paços de Ferreira, penúltimo na I Liga, e o Desportivo das Aves, terceiro classificado elegível da II Liga, vão disputar este "play-off" para ver quem consegue ficar entre os "grandes". O jogo da primeira mão terá lugar nas Aves, a 16 de maio (20:15), e o segundo disputa-se em Paços de Ferreira, a 21.

Mais Notícias