Wenger diz que Henry vai regressar "de certeza" ao Arsenal

O treinador do Arsenal, o francês Arsene Wenger, declarou hoje que o antigo futebolista do clube Thierry Henry, melhor marcador da história dos "gunners", vai "certamente" regressar aos "gunners", desconhecendo, porém, em que funções.

Henry, de 37 anos, anunciou segunda-feira que vai sair dos New York Red Bulls, da liga de futebol norte-americana (MLS), depois de um período de quatro anos e meio a jogar nos Estados Unidos.

Já antes, em entrevista ao jornal desportivo francês L'Equipe, o avançado tinha dito que quer "ajudar" o Arsenal a vencer a Liga dos Campeões.

Wenger acredita que é só uma questão de tempo até que Henry regresse ao Emirates Stadium.

"Ele é um homem do Arsenal. Os melhores momentos da sua vida e da sua carreira foram passados aqui. De certeza que ele vai regressar um dia. Em que funções, não sei. É nisso que ele tem que pensar agora: que direção é que ele quer dar à sua nova vida", declarou Wenger em conferência de imprensa.

Wenger, que fazia a antevisão da partida de quarta-feira frente ao Southampton, para a 14.ª jornada da liga inglesa, disse que Henry possui os atributos necessários para ser bem sucedido como treinador: "ele é inteligente, compenetrado e adora futebol".

Henry, campeão do mundo e da Europa pela França, jogou oito anos pelo Arsenal, clube de Londres pelo qual ganhou dois títulos da Premier League e três Taças de Inglaterra. Em 2007 transferiu-se para o FC Barcelona, onde ganhou sete títulos, entre os quais a Liga dos Campeões.

Apesar de o Arsenal poder, em teoria, contratar Henry como jogador, Wenger desvalorizou essa possibilidade: "Sim [podia ainda ajudar em campo], mas 37 anos hoje na Premier League... Acho que ele já não vai querer isso".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG