Simeone não prende Diego Costa e "pisca o olho" a Torres

Fernando Torres continua a ser colocado na órbita do Atlético de Madrid para a próxima temporada e o treinador da equipa, Diego Simeone, garante que não obriga ninguém a permanecer no Vicente Calderón.

O hispano-brasileiro, que saiu lesionado no último jogo frente ao Getafe, tem sido insistentemente ligado ao Chelsea, que estará disposto a pagar 255 mil euros semanais ao avançado para o convencer a mudar-se para Londres, sendo os habituais rumores diários lançados em Inglaterra.

Diego Simeone, em declarações ao jornal "The Mirror", diz que terá de ser o jogador a decidir o seu futuro:

"Tudo dependerá dele [Diego Costa] e o que ele pensa que é o melhor para o futuro. Apoiarei qualquer decisão que ele venha a tomar. Percebmos que o Chelsea tem um grande poder financeiro e, se ele quiser viver do futebol para o resto da vida, não terei qualquer problema em deixá-lo sair", assegurou o treinador argentino.

Simeone, que admite que tem trocado algumas mensagens com Fernando Torres, que atualmente defende o Chelsea de José Mourinho, garante que o internacional espanhol "gostaria de voltar ao clube no qual se formou e no qual foi feliz".

Fernando Torres, 30 anos, saiu em 2007 do Atlético de Madrid para o Liverpool, depois de ter cumprido toda a formação no clube "colchonero".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG