Ronaldo não planeia casar, mas admite ter mais filhos

Avançado português diz que se "derrete" quando o filho lhe chama papá e que as dificuldades que passou na infância contribuíram para a pessoa que é hoje.

Cristiano Ronaldo aufere anualmente mais de 15 milhões de euros, entre salário, prémios e contratos publicitários, mas nem sempre foi assim. O craque do Real Madrid recordou as "muitas dificuldades" que teve que superar na infância, mas tudo o que passou é "um reflexo" da pessoa que é hoje.

"O meu percurso no dia a dia moldou-me. A verdade é que 90% dos futebolistas nasceram com poucas possibilidades e eu sou um deles, mas graças a Deus tudo o que tenho é merecido e trabalhei para cá chegar", disse o CR7, em entrevista à TVI.

O avançado português espera continuar a jogar ao mais alto nível por mais "seis ou sete anos" e confessa que a publicidade será sempre algo a ter em conta. "Se ao longo dos anos ganhei muita coisa com isso, não o posso perder. Há que cuidar do nosso ganha pão. Gosto de vestir me bem e estar sempre bem", confessou o Ronaldo.

"A publicidade é uma área de que gosto, se poder conciliá-la com o futebol vou continuar a fazer anúncios. Que valores transmito? Transmito sinceridade, muitas vezes ingenuidade, mas isso faz parte da minha personalidade. As pessoas gostam de mim, talvez por esta carinha (risos), mas tudo enquadra-se pela minha qualidade no futebol", frisou.

Cristiano Ronaldo aproveitou, ainda, para deixar claro que não tem casamento marcado com a modelo russa Irina Shayk, nem tem o matrimónio nos seus planos. Mas admite ter mais filhos para além de Cristiano Ronaldo dos Santos, agora com dois anos. "O nascimento mudou bastante a minha vida. Estabilizei de uma maneira mais calma, sou mais sereno e olho a vida de uma maneira diferente. Quem tem filhos sabe que há coisas que não se falam, sentimos. Tem sido uma experiência única para mim, ao ponto de ele crescer, olhar para mim e chamar-me 'papá'. Derrete-me, fico rendido", confessou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG