Romário mostra-se pessimista para a competição

O ex-jogador da "canarinha" não revela grandes esperanças na organização do Campeonato do Mundo no Brasil, nem na prestação da equipa caseira.Para Romário, a Alemanha é a grande favorita em 2014

Romário de Souza Faria, internacional brasileiro durante 18 anos, que ocupa agora o cargo de deputado, falou de forma crítica sobre o rumo que estão a tomar os preparativos para o Campeonato do Mundo do Brasil.

Segundo conta o o ex-avançado em entrevista ao jornal O Globo, "As classes A e B do Brasil e os estrangeiros sairão felizes da vida. As classes C, D e E vão sofrer para ter o gostinho verdadeiro de ter uma Copa em seu país. Será tudo caro!"

Romário também apreciou negativamente a outra grande competição a realizar em território Brasileiro, os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, dizendo que o evento será "outro grande rombo nos cofres públicos que ficará para a história"

O artilheiro, que passou por clubes como o Vasco da Gama, PSV e Barcelona, não se mostrou confiante com a prestação da selecção brasileira. "Se o Brasil continuar a jogar como está, com o crescimento dos rivais, nossas possibilidades não serão positivas para a Copa das Confederações e para a do Mundo", considerou aquele que ficou conhecido no mundo do futebol como "Baixinho, que inclusivamente adiantou qual o seu favorito para vencer o Mundial, a Alemanha.

Mais Notícias