Portugal gastou quase três milhões

O projecto da candidatura ibérica custou perto de sete milhões de euros, distribuídos à proporção de 60% para Espanha (cerca de 4,2 milhões de euros) e 40% para Portugal (2,8). Montante que começou a ser gasto desde o dia em que os presidentes das duas federações se encontraram em 2007. Desde então os pagamentos sucederam-se com os estudos de viabilidade, acções de promoção nacional e internacional, contactos, deslocações, contratos, e toda uma série de burocracias que permitiram apresentar o dossier que ontem foi a votação. A grande maioria do dinheiro saiu dos cofres das federações de futebol e de patrocinadores, mas os governos também foram chamados a contribuir.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG