"Pode por favor vir treinar o Villa e trazer o Diego Costa consigo? Precisamos de ajuda"

Miúdo de seis anos escreveu carta a Mourinho. Acha que só ele pode salvar o seu clube, que não ganha um jogo há oito partidas e há mais de dez horas que não marca sequer um golo.

Jude Branson é um petiz inglês de seis anos que anda triste. Porquê? Porque o clube dele não ganha um jogo há oito partidas e há mais de dez horas que não marca sequer um golo. Jude é adepto do Aston Villa, atual 16.º classificado da Premier League, que este sábado recebe o Chelsea, de José Mourinho.

E foi precisamente ao treinador português que Jude resolveu recorrer. Segundo contou o pai de Jude ao Birmingham Mail, o rapaz estava inconsolável após a derrota frente ao Liverpool (2-0), em janeiro, e à ida para casa o pai perguntou-lhe qual seria a solução dele para inverter a situação dos Villans. "Ele disse que precisamos de um novo manager [o atual é Paul Lambert] e eu perguntei-lhe quem. Ele respondeu de imediato: Mourinho. Pelo menos tem bom gosto. Então disse-me que ia escrever-lhe uma carta quando chegássemos a casa e assim o fez", conta o pai, Phil.

E o que diz então a carta que o pequeno Jude enviou a Mourinho?

"Querido Sr. Mourinho. O meu nome é Jude. Tenho seis anos e sou adepto do Aston Villa. O senhor é o meu treinador favorito. Pode por favor vir treinar o Villa e trazer o Diego Costa consigo? Precisamos de ajuda. Obrigado, Jude Branson"

Este sábado, Jude vai poder ver o treinador português no Villa Park, mas ainda como técnico do Chelsea num recinto onde, curiosamente, nunca ganhou: dois empates e duas derrotas nas últimas duas visitas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG