Pelo menos 15 mortos em jogo de futebol no Congo

Pelo menos 15 pessoas morreram e 21 ficaram feridas domingo em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo, na sequência de confrontos durante um jogo de futebol entre duas equipas populares, segundo um balanço oficial provisório.

"O balanço neste momento" é de 15 mortos e 21 feridos, disse à imprensa o governador de Kinshasa, André Kimbuta, que se encontrou com o ministro do Interior, Richard Muyej, no hospital Mama Yemo, para onde foram transferidas algumas das vítimas.

O jogo opunha o ASV Club e o Tout Puissant Mazembe, na sexta e última jornada do 'play-off' da primeira divisão.

"Os apoiantes do ASV Club (...) não apreciaram a prestação do seu clube e o sucesso do Mazembe sobre a sua equipa. Começaram então a atirar projéteis para o campo, obrigando o árbitro a interromper o jogo de tempos a tempos", relatou a Radio Okapi, patrocinada pelas Nações Unidas.

O encontro "terminou com uma chuva de pedras, seguida de uma corrida nos últimos três minutos" da segunda parte, quando o Tout Puissant Mazembe ganhava por um golo a zero", noticiou a Rádio-Televisão nacional congolesa.

A polícia lançou gás lacrimogéneo para acalmar os apoiantes do ASV Club, houve uma "debandada na bancada" e, "no meio da confusão, desabou um muro", acrescentou a Radio Okapi.

Antes do jogo, várias dezenas de agentes da polícia foram destacados para as imediações do estádio, depois de se ter registado alguma tensão em partidas anteriores entre as duas equipas, constataram no local jornalistas da 'France Presse'.

"Foi criada uma comissão de inquérito para apurar responsabilidades (...). Os responsáveis serão conhecidos e a lei deve ser aplicar com todo o rigor", prometeu Kimbuta.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG