Oito detidos por vender bilhetes pelo dobro do preço

Oito pessoas foram detidas por tentarem vender bilhetes para o Mundial de Futebol do Brasil pelo dobro do preço real, informou a polícia do Rio de Janeiro.

Os detidos, trabalhadores do consórcio que renovou o estádio do Maracanã, onde vai ser disputada a final, são acusados de terem tentado vender, a preços especulativo, bilhetes para vários jogos da primeira fase de grupos, incluindo França-Equador, Argentina-Bósnia e Bélgica-Rússia. Segundo a polícia, os visados tentavam vender cada bilhete a 124 euros.

Em março, a FIFA, que vendeu mais de três milhões de bilhetes para a competição, que se realiza no Brasil entre 12 de junho e 13 de julho, avisou que os esquemas fraudulentos não iriam passar impunes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG