Lampard não quer continuar no banco e pode sair

O contrato do internacional inglês ainda não foi renovado e com pouco tempo de utilização esta temporada pode rumar a outras paragens.

Frank Lampard, capitão do Chelsea, admitiu que pode estar de saída do clube que representa desde 2001, lembrando que ainda espera um contacto dos dirigentes londrinos.

Em final de contrato (expira no final da temporada), Lampard, de 34 anos, é um dos jogadores mais emblemáticos dos campeões europeus, mas diz que ainda não foi contactado para uma eventual renovação do vínculo.

"Não há qualquer negociação para renovar. A bola está do lado do Chelsea. Continuo a ser jogador do clube. É tão simples quanto isso", afirmou Lampard numa conferência de imprensa na cidade japonesa de Yokohama, palco da final de domingo do Mundial de clubes, entre os blues e o Corinthians.

O internacional inglês admite que está em condições de jogar "ao mais alto nível por mais dois ou três anos", mas, voltando ao Chelsea, disse apenas que "algumas coisas não duram eternamente". "Não sou o tipo de jogador para ficar muito tempo sentado no banco. Gosto de participar e ajudar a equipa", frisou ainda o médio.

Os rumores sobre uma eventual saída para a liga chinesa - onde jogam dois antigos colegas, o francês Nicolas Anelka e o marfinense Didier Drogba, ambos no Shanghai Shenhua - continuam a circular pela imprensa, falando-se mesmo de uma proposta apresentada pelo Guizhou Renhe.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG