FIFA valoriza experiência do Euro 2004

A experiência na organização de grandes eventos internacionais é algo que a FIFA leva em conta, sobretudo como forma de avaliar a capacidade de cada uma das candidaturas que se apresentam hoje a votação. E, neste caso, a candidatura ibérica surge com um excelente cartão-de-visita, o Euro 2004, considerado um sucesso a todos os níveis.

Miguel Ángel López assumiu ao DN que esta é "uma mais-valia" para a candidatura ibérica, que poderá tirar daí "benefícios decisivos". Uma ideia partilhada por António Laranjo, que desempenhou o cargo director-geral do Euro 2004, que considera ter esse sucesso "transposto fronteiras", o que, acredita, "será certamente tido em conta na hora da decisão".

Nos últimos 20 anos, Portugal e Espanha surgem como os candidatos com mais competições desportivas organizadas, destacando-se ainda os Jogos Olímpicos de 1992 em Barcelona. Outro sucesso foi o Mundial sub-20 em Portugal, prova conquistada pela selecção nacional e cuja final com o Brasil consta ainda como recorde do mundo de assistência num jogo de juniores: mais de 120 mil pessoas estiveram no antigo Estádio da Luz.

A Rússia é a menos experiente, pois ainda não tem obra feita, estando agora a preparar a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno, em 2014. Os ingleses também estão a planear as Olimpíadas de Verão 2012, em Londres, e têm como passado recente o Euro 96.

Holandeses e belgas contam com o know-how do Europeu de futebol, que organizaram em conjunto em 2000, competição à qual foram apontadas algumas falhas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG