Couceiro diz ter "armas" para defrontar o D. Moscovo

O treinador do Estoril Praia disse nesta quarta-feira que a equipa tem "armas" e "possibilidades" para um "resultado positivo" frente à que considera ser a equipa favorita do Grupo E da Liga Europa, o Dínamo Moscovo.

"Temos as nossas armas, as nossas possibilidades. Sabemos que vamos jogar com a equipa favorita do grupo, com mais recursos, mas mal de nós se não tivermos a ambição de ganhar os jogos", afirmou José Couceiro, em conferência de imprensa de antevisão do jogo de quinta-feira, receção ao Dínamo Moscovo.

Já "levantados" do "trambulhão" do passado fim de semana, com a eliminação na Taça de Portugal às mãos do Varzim, do Campeonato Nacional de Seniores, José Couceiro disse que a equipa está concentrada no jogo da Liga Europa.

"O que é importante para nós, depois de um desaire, é jogar o mais rápido possível. Não há adversários ideais, mas nós temos as nossas hipóteses. O jogo vai ter fases diferentes, haverá momentos em que vamos estar por cima e só temos de aproveitar isso a nosso favor", sustentou.

José Couceiro referiu ainda que a equipa está "tranquila" para fazer o melhor e "o melhor é empatar ou ganhar" aos russos.

"Não há derrotas positivas", garantiu o treinador do Estoril-Praia, lembrando que a vitória frente ao Panathinaikos, na anterior jornada da Liga Europa, deu confiança à equipa: "Deixou-nos confiantes para saber que temos possibilidades de ganhar a equipas desta dimensão. O melhor psicólogo para nós é vencer os jogos".

Apesar de admitir que o campeonato nacional é a sua prioridade, os jogos da Liga Europa não são para descurar e, por isso, a próxima jornada frente ao Belenenses nem sequer está ainda a ser analisada.

"O campeonato é o nosso principal foco. É um jogo de cada vez e mudamos o `chip" quando saímos de uma competição para a outra. Não quero ninguém na equipa a pensar no jogo com o Belenenses", afirmou.

Couceiro alertou ainda para o curto tempo de recuperação que a equipa tem entre os jogos de diferentes competições, admitindo que os "clubes grandes" têm vantagem.

"Eles têm mais 24 horas do que nós para recuperar. Temos problemas mais graves do que as equipas da `Champions" e eles têm mais recursos do que nós", concluiu.

O Estoril-Praia recebe, pelas 20:05 de quinta-feira, o Dínamo Moscovo, líder do Grupo E da Liga Europa, que será dirigido pelo israelita Alon Yefet.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG