Confirmada condenação do presidente do Fenerbahçe

Um tribunal de última instância na Turquia confirmou esta sexta-feira a condenação do presidente do Fenerbahçe, Aziz Yildirim, a seis anos e três meses de prisão por viciação de resultados em jogos de futebol.

Na sentença de primeira instância, Yildirim tinha sido condenado a dois anos e seis meses de prisão por associação criminosa, a três anos e nove meses pelo envolvimento na viciação de resultados de jogos e uma multa de 1,3 milhões de liras turcas (cerca de 500 mil euros).

Em 2011, a justiça turca abriu um inquérito a vários jogos da primeira e segunda divisões daquele país, relativos à época 2010/2011, suspeitos de viciação ou resultados combinados.

Na sequência da investigação, o Fenerbahçe foi excluído pela federação turca de futebol da edição 2011/2012 da Liga dos Campeões, enquanto o Besiktas devolveu a Taça da Turquia que tinha conquistado em 2011.

O futebol turco também foi investigado pela Europol, que revelou a existência de centenas de jogos viciados em todo o mundo desde 2008, sobretudo por ação de um cartel criminoso baseado em Singapura, que lucrava nas apostas desportivas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG