Candidatura luso-espanhola conta com nove votos à partida

A candidatura ibérica é à partida a candidatura favorita para organizar o Mundial 2018. Fazendo as contas ao sentido de voto manifestado pelos 22 membros do Comité Executivo, chegamos à conclusão de que na primeira ronda Portugal e Espanha deverão ter nove votos, contra seis da Inglaterra, três da Rússia e outros tantos para Holanda e Bélgica. No entanto, falta saber, em concreto, qual a simpatia do presidente da FIFA, Sepp Blatter.

No caso de, nessa primeira votação, belgas e holandeses serem excluídos, o projecto ibérico pode beneficiar de pelo menos mais um voto, do representante belga Michel D'Hooge, que tem boas relações com o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl. Se assim for, ficariam a faltar apenas dois votos para confirmar a vitória, uma vez que vencerá a primeira candidatura que for escolhida por 12 elementos do comité.

Estas contas vão ao encontro daquilo que disse ontem, à agência Lusa, Miguel Ángel López, director--geral da candidatura ibérica: "Não sei quantos votos vamos ter. Os ingleses dizem que temos oito votos garantidos. Oxalá que seja assim. O que tenho claro é que vai ser uma vitória muito apertada."

O director-geral acredita que os 22 membros do Comité Executivo "têm o voto decidido há algum tempo" e que "não há indecisos" nesta altura. López garantiu ainda que o estado de espírito da candidatura "é tranquilo", havendo "plena confiança" até porque a candidatura "é muito boa".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG