Bruma pode ser operado em Portugal

Os representantes legais do futebolista português estão a tentar convencer os responsáveis do Galatasaray a autorizarem o jogador a regressar a Portugal para tratar a lesão grave nos ligamentos do joelho direito.

"O Bebiano [Gomes, advogado do jogador] vai viajar para a Turquia esta tarde para tentar sensibilizar a direção [do Galatasaray] da necessidade de o Bruma vir para o país onde ele vive, para poder ser operado. Portugal tem um histórico muito bom nessa área - é internacionalmente conhecido - e portanto vamos solicitar um acordo com o clube para ver se eles facilitam e autorizam essa nossa pretensão", disse à agência Lusa Catió Baldé, um dos representantes do jogador.

O extremo português sofreu na quarta-feira uma rutura parcial dos ligamentos do joelho direito e deverá parar entre três a quatro meses, disse na altura à Lusa o advogado do futebolista, Bebiano Gomes.

Já hoje, Catió Baldé rejeitou que o clube turco esteja contra a deslocação do jogador para Portugal, mas escusou-se a adiantar se o Galatasaray prefere que o extremo seja tratado noutro país.

"Isso só depois de chegar lá é que se vai discutir tudo", disse apenas.

A lesão ocorreu quarta-feira em jogo a contar para a Taça da Turquia, na vitória (2-0) em casa sobre o Tokatspor, tendo ocorrido na sequência de uma disputa de bola com um adversário, aos 46 minutos.

"Mal aconteceu aquilo, duas coisas que ele tinha na cabeça - o jogo contra o Chelsea e o Mundial -- foram abaixo tremendamente, mas a partir desse momento o único pensamento dele é que a operação corra muito bem e que recupere e volte ao normal. Agora o Mundial e o jogo da Champions fica para o próximo objetivo. Ele, os amigos, a família e as pessoas que o rodeiam estão com a concentração máxima na recuperação", disse Catió Baldé.

O representante do jogador escusou-se a revelar qual é o médico especialista em Portugal a quem Bruma recorrerá caso o Galatasaray autorize o seu regresso.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG