Benfica e Sp. Braga felizes com sorteio bastante simpático

Lisboetas tiveram o melhor cabeça de série, minhotos podem ambicionar o 2.º lugar. Cerimónia apresentada pelo português Pedro Pinto correu de feição aos clubes nacionais

O sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões 2010/11 não podia ter corrido muito melhor para os dois clubes portugueses, e Benfica e Sp. Braga podem assim aspirar a boas prestações desportivas - os adversários mais fortes foram para outras paragens -, além dos milhões que vão embolsar pela participação na prova.

No Fórum Grimaldi, no Mónaco, e com apresentação do português Pedro Pinto e da suíça Melanie Winiger, a equipa de Jorge Jesus, que se encontrava no pote 2, ficou incluída no Grupo B, evitando os grandes tubarões europeus (Barcelona, Inter de Milão, Chelsea ou Bayern Munique) e calhando com o cabeça-de-série mais acessível - se é que há rivais acessíveis numa competição como esta - à disposição. O Olympique de Lyon não teve um início de época muito feliz (três jogos, quatro pontos) e é um conjunto ao nível dos encarnados, quarta equipa a sair do seu lote pelas mãos do lateral brasileiro do Inter, Maicon. Já do pote 3 saltou o Schalke 04, que sendo uma equipa alemã e tendo o espanhol Raúl no plantel não é um habitué na Liga dos Campeões - além de que tem vivido um arranque de temporada atribulado, com contestação ao treinador Felix Magath e duas derrotas nos jogos oficiais que já disputou. Do último pote saltaram os israelitas do Hapoel Telavive, estreantes na fase de grupos da Champions e que, à partida, têm o quarto posto garantido.

Também o Sp. Braga, depois da heróica noite de Sevilha, não se pode queixar. Quem sai do terceiro pote pode encontrar dois adversários inacessíveis, mas não foi esse o caso para a formação orientada por Domingos Paciência: além do "irmão" Arsenal - que está noutro patamar e deverá vencer sem dificuldades o Grupo H (ainda no ano passado mostrou frente ao FC Porto a sua força) -, os "guerreiros" vão ainda medir forças com os ucranianos do Shakhtar Donetsk, actual líder da liga do seu país mas que, em termos futebolísticos, não parece muito superior aos minhotos, e os sérvios do Partizan, que afastaram o Anderlecht no desempate por grandes penalidades para regressar à principal prova do continente europeu - da qual andam afastados desde 2003/2004.

Em resumo, o Benfica pode e deve ambicionar o primeiro lugar do seu grupo - para nos oitavos ter pela frente um dos segundos classificados; o Sp. Braga não deve descartar a possibilidade de terminar em segundo, mas sabendo que no aspecto desportivo tem ainda o terceiro lugar ao seu alcance - que inclui a continuidade europeia na Liga Europa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG