Fernando Santos: "Não tenho dúvidas que este foi o passo certo para o que vem a seguir"

Selecionador português elogiou exibição da equipa, em especial dos alas e do médio do PSG: "Danilo esteve soberbo." Bélgica não mete medo.

Fernando Santos era um homem satisfeito após o empate com a França (2-2), que apurou Portugal para os oitavos de final, mas de voz rouca e com poucas palavras. "Satisfeito com a equipa. Não são os jogadores quem transformam, é o espírito da equipa que muda", reagiu o selecionador português na flash interview da RTP.

Confrontado sobre o que mudou do encontro com a Alemanha para o jogo de ontem com a França, respondeu: "Mudou tudo. Estivemos muito melhor. Interpretamos bem o jogo, estivemos intensos e equilibrados."

É este o caminho para seguir no Europeu? "Não tenho dúvidas que este foi o passo certo para o que vem a seguir." E o que vem a seguir é a Bélgica, nos oitavos de final. "Agora sim, temos de pensar na Bélgica que é um adversário difícil. Se olharmos para o ranking vão em primeiro. Mas, vamos avaliar e idealizar aquilo que temos de fazer para essa partida", explicou o treinador, nada surpreendido com os húngaros, que empataram com a Alemanha: "Tinha avisado. Com a Hungria fizemos um grande jogo, como frisei na altura."

Já na sala de imprensa, disse que "Portugal fez tudo bem para vencer" o encontro com os campeões do Mundo e revelou que deu indicações à equipa técnica e aos jogadores para não darem indicações para o relvado sobre a evolução do marcador do outro jogo do Grupo F. "Só soube a cinco minutos do final do nosso jogo. Disse aos meus jogadores para se chegarem à frente nos instantes finais. Tínhamos de nos preocupar com o nosso jogo."

Portugal foi "uma equipa igual a si própria", segundo Fernando Santos. "Foi uma excelente primeira parte. Um penálti em que eu acho que não foi [falta]. Acho que o próprio árbitro já sabe que se equivocou", reagiu na Sport TV, deixando elogios ao médio do PSG: "Danilo esteve soberbo, os alas também estiveram bem a fechar os corredores. Temos de estar sempre atentos."

Qual é o estado de Danilo Pereira, que saiu ao intervalo, depois do choque com Lloris, no lance do penálti que deu o 1-0 a Portugal? "Ainda não sei, estava muito queixoso", respondeu o técnico.

Se Ronaldo marcou dois golos, Rui Patrício segurou o empate que viria a ser decisivo para Portugal se apurar. "Todos juntos conseguimos passar à fase seguinte. Estivemos muito bem organizados, apesar de não ter sido um jogo perfeito. Sabíamos que o mais importante era passarmos. Melhor defesa? Não me preocupo com isso", disse o guarda-redes na flash interview da Sport TV.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG