Fernando Santos: "Ronaldo tem o sonho de participar no Mundial e vencê-lo"

O selecionador nacional garante que CR7 chegará à seleção super-motivado e acrescentou que Rui Patrício "está estável e perfeitamente normal".

O selecionador nacional Fernando Santos assegurou esta terça-feira que Cristiano Ronaldo chegará à seleção "super motivado" para ajudar na tripla jornada de apuramento para o Mundial 2022, e esclareceu que Rui Patrício está "perfeitamente normal", após o choque na segunda-feira.

O capitão da seleção das quinas foi alvo de críticas na última semana, após a eliminação da Juventus da Liga dos Campeões, aos pés do FC Porto, nos oitavos de final. Contudo, no passado fim de semana anotou um hat-trick pela campeã transalpina.

"Tenho a certeza de que Cristiano Ronaldo vem, como sempre, super motivado. Não tem a ver com ter marcado mais golos ou menos. Espero bem que venha e, vem de certeza, com a mesma ambição que sempre demonstrou, não pensando em objetivos pessoais, mas em concretizar os da equipa nacional", afirmou Fernando Santos, em conferência de imprensa, que serviu para divulgar os 25 eleitos para a tripla jornada de qualificação do Grupo A.

O selecionador nacional confessa que Ronaldo "tem um sonho muito grande de participar naquilo que Portugal se propôs, o de poder participar no Campeonato do Mundo e vencê-lo".

Sobre o habitual titular da equipa principal, que na segunda-feira chocou com o colega de equipa do Wolwerhampton Conor Coady, Fernando Santos deu conta que Rui Patrício "está estável e perfeitamente normal", sendo que irá estar sob observação nos próximos dias, antes integrar a preparação para os jogos contra o Azerbaijão, Sérvia e Luxemburgo.

"O jogador está convocado porque, a partir do momento em que acontece aquele incidente, procurámos imediatamente saber de todas as novidades sobre ele. O que nos foi dito é que ele está estável, perfeitamente normal, vai seguir um protocolo médico durante dois ou três dias, que é normal. Não haveria nenhum problema em ser convocado", explicou.

Rui Patrício chocou com o defesa Coady, aos 87 minutos do encontro frente ao campeão inglês Liverpool, que venceu a partida da 28.ª jornada da Premier League por 1-0, graças a um golo do ex-jogador dos Wolves Diogo Jota.

O internacional português, ao tentar fazer a mancha a um remate de Salah, colidiu com o central, que lhe acertou com o joelho na cabeça, sendo assistido durante cerca de 15 minutos e abandonado o campo em maca.

Fernando Santos deixou claro que não quer ouvir falar do Euro2020, adiado para este ano, por culpa da pandemia de covid-19, e alerta para a exigência dos três jogos com poucas horas de intervalo.

"É a primeira vez que vamos ter três jogos oficiais, a contar com pontos, a jogar com 72 horas e, o último, nem com 72 horas de intervalo. Agora, devemos focar em preparar os jogadores para estarem frescos nestes jogos fundamentais para o apuramento. O Campeonato da Europa não tem nada a ver com isto e não vai estar em equação alguma coisa que tenha a ver com o Euro", concluiu.

Fernando Santos disse ainda que quer ver de perto João Palhinha e Nuno Mendes, que se estreiam nos eleitos da equipa das quinas para a tripla jornada de apuramento para o Mundial de 2022.

Os atletas do Sporting são as duas estreias absolutas no lote de 25 eleitos da seleção principal, que vai iniciar a qualificação em março, diante do Azerbaijão, Sérvia e Luxemburgo.

"Na seleção sub-21 é no sistema de quatro defesas que o Nuno Mendes atua. Joga a quatro, não joga a cinco [como no Sporting]. Ele tem sido titular dos sub-21 nesse modelo, vai adaptar-se, é um jogador de qualidade e com características importantes para a equipa. Normalmente, os meus laterais são envolvidos ofensivamente", começou por justificar Fernando Santos, em conferência de imprensa, após divulgar os eleitos.

Já João Palhinha é um médio com "características próprias", segundo o selecionador, e dado que "não um trajeto muito grande" na seleção A, "é muito importante tê-lo mais perto".

"O João Palhinha tem tido uma prestação muito positiva. É um jogador com características próprias, é importante vir neste momento à seleção, porque não tem um trajeto de seleção muito grande e é muito importante tê-lo mais perto, avaliá-lo, em relação ao que a minha equipa pretende", observou o técnico, lembrando, mais uma vez, que o Sporting "joga num modelo diferente e quer perceber como se comporta no contexto seleção".

Fernando Santos explicou ainda a ausência das escolhas do melhor marcador da I Liga portuguesa, Pedro Gonçalves (15 golos), do Sporting, que poderia igualmente ter-se estreado, mas foi chamado, na terça-feira, à equipa de sub-21.

"Isto não é para entrosamentos. Vamos disputar o Campeonato do Mundo, temos de pensar nisso. Não são particulares, como no ano passado, com jogos de preparação e observação. Vamos ter uma jornada tripla fundamental, importantíssima, que tem a ver com o Campeonato do Mundo, prova que Portugal nunca venceu e tem como objetivo vencer", argumentou.

Para Fernando Santos, os três encontros, que serão todos disputados fora de Portugal, "tem caráter decisivo" e, como tal, "não há outro tipo de opções se não aquelas que parecem ser as mais válidas".

Em relação à última convocatória, em 05 de novembro de 2020, para os embates com Andorra, França e Croácia, os últimos dois para a Liga das Nações, também são novidades os regressados Cedric (Arsenal), Pepe (FC Porto), Rafa (Benfica) e André Silva (Eintracht Frankfurt).

No sentido inverso, foram excluídos os defesas Nelson Semedo (Wolverhampton), Rúben Semedo (Olympiacos) e Mário Rui (Nápoles), o médio William Carvalho (Betis) e os avançados Paulinho (Sporting) e Trincão (FC Barcelona), este último chamado na segunda-feira por Rui Jorge para o Europeu de sub-21.

A formação das quinas, que se concentra na segunda-feira, estreia-se no Grupo A de apuramento para o Mundial Qatar2022 em 24 de março, com a receção ao Azerbaijão, deslocalizada de Alvalade para Turim, em Itália, por culpa da pandemia da covid-19.

Depois do embate com os azeris, Portugal cumpre fora os outros dois jogos da primeira jornada tripla, defrontando a Sérvia, em Belgrado, em 27 de março, e o Luxemburgo, na Cidade do Luxemburgo, três dias depois. Os três jogos começam às 19:45 (em Lisboa).

Para garantir uma oitava participação, e sexta consecutiva, no Mundial, cuja edição de 2022 se realiza entre 21 de novembro e 18 de dezembro, Portugal precisa de vencer o agrupamento, sendo que o segundo classificado jogará um 'play-off'.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG