Wendel dependente de uma venda ou de um parceiro financeiro

Já há acordo entre o médio e o Fluminense. Negócio no valor de dez milhões de euros, mas ainda não há verba disponível

O FC Porto já tem um princípio de acordo com o Fluminense para a contratação de Wendel e o entendimento com o jogador de 19 anos também é total. Para que a transferência se conclua, contudo, os dragões estão à espera de dinheiro fresco, seja com uma venda ou com a entrada de um parceiro financeiro no negócio, apurou o DN junto de fonte próxima do processo.

As negociações entre os azuis e brancos e o clube brasileiro já decorrem há algumas semanas, o que levou mesmo o jogador a recusar uma oferta do campeonato alemão. O médio, visto como um dos maiores jovens talentos do Brasil, já seu o seu OK ao FC Porto e está mesmo entusiasmado com a perspetiva de jogar em Portugal. Falta, contudo, resolver a questão financeira entre os clubes.

O princípio de acordo está feito para uma transferência de dez milhões de euros; numa fase inicial, os dragões terão apenas de pagar o correspondente a 30%, ou seja, três milhões de euros.

Com alguns problemas de tesouraria, que recentemente fizeram mesmo o FC Porto pagar uma multa de 700 mil euros à UEFA por incumprimento das regras de fair--play financeiro, os azuis e brancos estão à espera de concluírem uma venda para então avançarem com o pagamento da primeira tranche do jovem brasileiro.

Esta é, aliás, a forma que os dirigentes da SAD azul e branca preferem para concluir este negócio. A outra opção, menos apetecível, é associarem-se a um parceiro financeiro para garantirem o jovem prodígio.

O Fluminense está a par desta situação e deu alguns dias ao clube português para que a SAD presidida por Pinto da Costa encontre a solução mais adequada. O Flu, no entanto, não admite esperar muito tempo, até porque tem outros clubes interessados.

Tal como o DN revelou, os dragões também tentaram junto do Fluminense a contratação do avançado Richarlison, um dos nomes pedidos por Sérgio Conceição. À imagem do que sucede com Wendel, o problema para concretizar este negócio foi a liquidez financeira do FC Porto. Com outros interessados, e com receio de perderem um bom negócio, o emblema brasileiro não pôde esperar pelos azuis e brancos e acabou por concretizar a transferência do avançado para o Watford, de Inglaterra.

Mexicanos na rota de saída

O FC Porto tem algumas propostas para a saída de vários jogadores, mas os futebolistas em causa entram nas contas do treinador Sérgio Conceição para a próxima temporada, como são os casos do central Marcano (muito desejado em Valência), do lateral Ricardo Pereira, dos médios Danilo e Brahimi e ainda do avançado Aboubakar.

Quem poderá solucionar a falta de liquidez dos dragões poderá ser um duo mexicano, concretamente o defesa central Reyes e ainda o médio Herrera. Há sondagens por ambos, mas as ofertas, para já, ainda não satisfazem as pretensões da SAD azul e branca.

Pelo defesa há clubes da Rússia, da Alemanha e ainda o Espanhol interessados, mas nenhum se aproximou dos dez milhões de euros exigidos para a sua transferência. Já por Herrera há também sondagens da Inglaterra e ainda da Alemanha, com um dos capitães dos dragões a poder vir a ser negociado por uma verba na ordem dos 15 milhões. Estes são os dois jogadores que o FC Porto espera negociar nos próximos dias antes de concretizar Wendel.

O DN entrou em contacto com o FC Porto, mas os dragões preferiram não comentar quaisquer destes assuntos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG