Rafa já tem acordo. Sp.Braga espera garantias

Jogador deverá custar cerca de 20 milhões de euros

O acordo entre Rafa e o FC Porto é total, faltando apenas a confirmação das garantias bancárias por parte dos azuis e brancos para que o Sp. Braga confirme então a saída do internacional português rumo aos dragões, segundo apurou o DN.

A transferência do campeão europeu será uma das mais caras de sempre na história do FC Porto e certamente a mais dispendiosa entre clubes do campeonato português, na ordem dos 20 milhões de euros, pelo que a SAD presidida por Pinto da Costa teve de garantir o respetivo apoio financeiro junto de um fundo de investimento. Este agora tenta as respetivas garantias bancárias para apresentar ao clube bracarense.

O internacional português tinha o seu regresso marcado para amanhã, depois de um tempo extra de férias após a conquista do Campeonato da Europa, ao serviço de Portugal, mas tudo indica que já não se apresente ao trabalho na cidade dos arcebispos.

O namoro entre o FC Porto e Rafa já dura desde a temporada passada, tendo os dragões realizado mesmo duas ofertas pelo extremo de 23 anos. Ambas rejeitadas pela SAD dos bracarenses, a última das quais em janeiro último. Os azuis e brancos tinham já desistido da sua aquisição, até porque do estrangeiro acenavam-lhe com propostas milionárias, mas o treinador Nuno Espírito Santo pediu um forcing final à direção, que acabou por aceitar e realizar uma derradeira oferta a António Salvador, presidente do Sp.Braga.

Com a chegada de Rafa, presa então pelas tais garantias bancárias, o FC Porto terá forçosamente de vender alguns jogadores, segundo informações recolhidas. Os dois que estão mais perto de abandonar os azuis e brancos são Aboubakar e ainda Brahimi.

O avançado camaronês há muito que é apontado ao mercado chinês, tendo existido mesmo um entendimento com um clube daquele país no final da última temporada. Problemas de última hora, contudo, deitaram por terra essa negociação. Essa janela de oportunidade não está totalmente fechada, pelo que o jogador deverá mesmo abandonar o Dragão nas próximas semanas.

Brahimi, por sua vez, é um caso diferente de Aboubakar. Se o treinador Nuno Espírito Santo não se importa de abdicar do camaronês, o internacional argelino é considerado fundamental por parte do timoneiro dos azuis e brancos. Ainda assim, e devido a questões financeiras, o técnico está ao corrente da necessidade de realizar um importante encaixe financeira nesta janela de mercado.

Com a chegada do lateral esquerdo Alex Telles também o mexicano Layún poderá ser transferido, mas até à data ainda não chegou à direção uma oferta considerada vantajosa.

Ruben Neves é outro dos que têm mercado e vários interessados, mas a SAD procura manter o jovem internacional português, pelo menos se conseguir realizar bons negócios com as transferências de Aboubakar e Brahimi ou ainda de Layún.

Fernández e Ángel no Villarreal

E se o FC Porto procura realizar algum encaixe financeiro com determinados jogadores, ontem foi oficialmente confirmado que os azuis e brancos chegaram a acordo com o Villarreal para o empréstimo dos espanhóis Andrés Fernández e José Ángel.

"O Villarreal e o FC Porto chegaram a um acordo para a cedência dos futebolistas Andrés Fernández (guarda-redes) e José Ángel (lateral esquerdo), que jogarão a época de 2016/17 emprestados ao clube amarelo", disse o clube espanhol em comunicado.

Refira-se que o Villarreal terá direito de opção para a compra de ambos os jogadores no final da nova temporada.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG