Prejuízo de 58,4 milhões no Dragão, o pior resultado da história

Nunca uma SAD deu tanto prejuízo em Portugal. Passivo do FC Porto disparou mais de 73 milhões de euros num ano

A SAD do FC Porto apresentou o maior prejuízo da história do futebol em Portugal, ao fechar a época 2015/16 com um resultado negativo de 58,411 milhões de euros, informaram os dragões em comunicado à CMVM.

Na apresentação das Contas Consolidadas, o FC Porto informa que os proveitos operacionais situaram-se nos 75,811 milhões de euros, uma quebra de 17,778 milhões atribuída aos resultados na Liga dos Campeões.

Os custos operacionais subiram para 124,425, os maiores da história do FC Porto, dos quais 75,79 milhões foram destinados a pagar salários.

O resultado com a transação de passes de futebolistas ficou-se pelos 7,102 milhões de euros, apenas um décimo do que o FC Porto pretendia fazer.

O exercício "negro" para o FC Porto, que falhou o fair-play financeiro da UEFA e está na expetativa de ver que medidas vai tomar o organismo europeu, contou ainda com uma subida do passivo de 73,049 milhões de euros, dos quais 11,327 são passivo remunerado, enquanto o ativo subiu 51,18 milhões.

O passivo total ascende aos 349,181 milhões de euros, para um ativo de 375,045, o que resulta em capitais próprios positivos de 25,864 milhões.

Fernando Gomes, administrador responsável pela finanças do FC Porto, diz que se trata "de um momento zero na SAD". "Assumimos prioridade na redução de custos do plantel, que andam atualmente em cerca de 100 milhões de euros, entre salários e amortizações. Queremos reduzir 20 milhões nos próximos dois anos", garantiu o dirigente.

O responsável portista reconhece críticas à gestão da SAD: "Inflacionámos para além do razoável os salários do plantel nos últimos anos", frisou, garantindo que o FC Porto preferiu não vender jogadores "para não perder competitividade" e recusou "propostas para a venda de três jogadores de 95 milhões de euros". Os atletas em causa seriam Danilo Pereira, Héctor Herrera e André Silva, diz Fernando Gomes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG