O adeus do Dragão ao título em noite de aniversário do treinador

Luís Alberto marcou um golaço a Casillas no Dragão (1-0)

O FC Porto foi esta segunda-feira surpreendido, no Dragão, pelo Tondela. A equipa de Petit mostrou que a classificação é enganadora e não merece o último lugar da Liga. O golo foi marcado por Luís Alberto. E que golo. Embora se possa questionar a liberdade dado ao médio beirão, que já tinha marcado ao Sporting, a verdade é que o golo foi uma obra prima e Casillas nada podia fazer para o impedir.

Os dragões sofreram a quinta derrota da época em dia de aniversário do treinador (Peseiro faz 56 anos). E apesar de nada estar perdido, matematicamente falando, a verdade é que nove pontos para o líder Benfica a seis jornadas do fim do campeonato não deixam muita margem de manobra para o FC Porto continuar a sonhar com o título.

E também se percebeu pelos assobios dos adeptos, que já nem eles acreditam.

Frente ao Tondela Aboubakar esteve muito ativo na procura do golo, mas desastrado na hora das decisões. E encontrou em Cláudio Ramos um adversário à altura. O guarda-redes do Arouca esteve muito seguro durante todo o jogo e ainda teve oportunidade para brilhar impedindo o golo do empate a Suk e Corona.

O Tondela amealhou três pontos importantes para fugir à despromoção.

Onze do FC Porto: Casillas; Maxi, Chidozie, Indi, Layun; Danilo, Sérgio Oliveira, Herrera; Brahimi, Aboubakar e Corona.

Onze do Tondela: Cláudio Ramos; Oto'o, Kaká, João Pica e Nuno Santos; Lucas Sousa, Hélder Tavares e Luís Alberto; Romário Baldé, Nathan Júnior e Wagner.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG