Dragões de "serviços mínimos" continuam sem empolgar

Varela foi o único a conseguir superar o "autocarro" do Trofense, num jogo que o FC Porto dominou mas em que não empolgou. Ricardo destacou-se numa partida com mais assobios, agora até para Quintero.

Ainda não foi desta que o FC Porto se separou dos "serviços mínimos". Os dragões bateram de forma segura e incontestada o Trofense, por 1-0, neste sábado, carimbando o apuramento para a quarta eliminatória da Taça de Portugal, mas não se livraram dos já habituais assobios, perante a incapacidade de golear o último classificado da II Liga.

O FC Porto, é certo, nunca perdeu o controlo do jogo (uma desatenção de Maicon esteve na origem do único lance de perigo do Trofense) e a estatística até diz que o domínio portista foi avassalador: 48-17 em ataques, 16-3 em remates, 69% de posse de bola e 12-1 em pontapés de cantos. A falta de criatividade, poder de fogo no ataque e de definição no plano de jogo, porém, são indisfarçáveis.

Paulo Fonseca promoveu seis estreias (Fabiano, Victor Garcia, Reyes, Carlos Eduardo, Ricardo e Ghilas) na equipa titular, mas a falta de rotinas e entrosamento foram uma constante, diante de um Trofense que só foi ao Dragão para defender. O FC Porto passou quase todo o jogo no meio-campo visitante, mas só Silvestre Varela conseguiu, aos 25 minutos, abrir a porta do "autocarro", após passe de Carlos Eduardo.

A segunda parte voltou a apresentar um FC Porto medíocre, exceção feita a alguns bons apontamentos de Carlos Eduardo, que joga e faz jogar, e de Ricardo, o melhor em campo, tendo emprestado agressividade, velocidade e capacidade de 1x1 (que tem sido uma raridade no Dragão) no ataque, justificando claramente mais oportunidades. Ghilas, em estreia, lutou muito, mas deixou que o visível nervosismo tomasse conta de si e não conseguiu somar pontos na luta por mais minutos.

Juan Quintero, por sua vez, fez o seu pior jogo desde que chegou ao Dragão, tendo sido desastroso em quase todos os capítulos. A assobiadela que ouviu antes de ser substituído disse tudo sobre a sua exibição. A entrada de Kelvin ainda trouxe alguma irreverência ao FC Porto, mas segunda linha não conseguiu mais do que a "obrigação" de seguir em frente na Taça, antes das decisiva receções a Zenit e Sporting, jogos em que será imperativo fazer melhor... com os melhores.

Filme do jogo:

90+4' Final do jogo!

90+4' Conrado evita o golo! Fernando, isolado, fez tudo bem, mas o guarda-redes evitou o 2-0.

90+2' O FC Porto conserva a posse de bola. Adeptos respondem com assobios...

90' Três minutos de compensação...

87' Substituição no Trofense. Saiu Viafara e entrou Henry Rua.

83' Kelvin trouxe alguma irreverência à partida, mas mantém-se a apatia que se tem arrastado durante a segunda parte.

80' Substituição no Trofense. Saiu Preciado e entrou Rateira.

80' Alex Sandro atira para o fundo das redes, mas Manuel Oliveira diz que o lateral fez falta sobre um adversário.

78' Cabeceamento de Reyes, sem perigo para Conrado.

77' Cartão amarelo para Hélder Sousa, por derrubar Ricardo.

76' Cartão amarelo para Tiago, por protestos.

75' Cartão amarelo para Mateus, por falta sobre Ricardo.

74' Cartão amarelo para Maicon, por conduta antidesportiva.

72' FC Porto regressa (ou continua) às exibições cinzentas. A única nota positiva é que nunca perdeu o controlo de jogo, visto que o Trofense pouco tem feito para chegar ao golo.

69' Substituição no FC Porto. Saiu Juan Quintero e entrou Steven Defour.

68' Mais uma má opção de Quintero, que num lance de três para dois decidiu tentar o remate, quando tinha Ghilas completamente sozinho a pedir a bola.

66' Paulo Fonseca prepara a entrada de Defour, última alteração. Quintero está "desaparecido" e será uma surpresa se não for o colombiano a sair.

64' Substituição no Trofense. Saiu Padilla e entrou Mateus Fonseca.

63' Trofense perto do empate. Perda de bola de Maicon e remate de Padilla, a passar um pouco ao lado do alvo.

61' Substituição no FC Porto. Saiu Varela e entrou Kelvin.

59' Ouve-se a segunda maior ovação desde o início do jogo: vai entrar Kelvin.

57' Ghilas, ainda à procura do primeiro golo, remata forte, à entrada da grande área, mas a bola sofre um desvio e sai para canto.

55' Remate forte de Quintero, mas novamente ao lado do alvo.

55' Quintero deixa a bola escapar, após cruzamento tenso de Alex Sandro.

50' Controlo absoluto do FC Porto mantém-se, mas a baixa produtividade ofensiva também.

47' Remate de Hélder Sousa, sem perigo para Fabiano.

46' Início da segunda parte! Bola para o Trofense.

- Substituição no FC Porto. Saiu Danilo e entrou Alex Sandro.

45' Intervalo no Dragão. O golo de Varela (25') faz a diferença no marcador.

42' FC Porto com 73% de posse de bola e "instalado" no meio-campo do Trofense, mas falta capacidade de "definição" no ataque.

39' Carlos Eduardo volta a tentar descobrir Ghilas na grande área, mas o argelino deixou escapar a bola.

38' Conrado salva. Boa recuperação de Ricardo, o melhor do FC Porto, e boa combinação com Quintero, mas o guarda-redes, fora dos postes, evitou o remate do extremo.

34' FC Porto com dificuldade em ultrapassar a barreira defensiva do Trofense, muito recuado no seu meio-campo.

31' Tiago Mesquita evita o golo! Ricardo cruzou para Ghilas, mas o remate do argelino, que iria para a baliza, foi desviado para canto pelo defesa do Trofense.

30' Trofense cria perigo. Marcelo correu pelo lado direito e enquadrou-se para o remate cruzado, mas a bola saiu junto à bandeirola de canto.

29' Pontapé livre de Quintero, a passar por cima do alvo. Parece algo ansioso, o médio ofensivo, com pressa para assinar um bom momento no jogo.

27' Paulo Fonseca vai dando várias indicações a Quintero. Na equipa portista, Ricardo vai sendo um dos elementos em destaque.

25' GOLO DO FC PORTO! SILVESTRE VARELA FAZ O 1-0! Carlos Eduardo toca para Silvestre Varela, que "rodou" sobre a bola e, à meia volta, rematou cruzado, com o pé esquerdo, para o fundo das redes.

24' Remate em jeito de Danilo, para defesa de Conrado.

24' Remate disparatado de Quintero, a 35 metros do alvo, para a bancada. Não tem saído nada bem ao colombiano.

22' Cruzamento de Victor Garcia, direto para a malha lateral.

20' Victor Garcia e Ghilas, no espaço de poucos segundos, perdem duas bolas fáceis. Falta sintonia na equipa portista.

17' Ghilas desperdiça. Bom passe de Ricardo para o argelino, mas o avançado, em zona de finalização, rececionou mal e permitiu o corte de Luiz Alberto.

17' Trofense joga com as linhas recuadas e compactas, atrás da linha da bola.

15' Remate de Ricardo, à entrada da grande área, sem perigo para o Trofense.

13' Cruzamento de Varela, à procura de Ghilas, mas Matheus afastou o perigo.

11' Pontapé livre de Quintero, desenquadrado com o alvo.

10' FC Porto cria perigo. Cruzamento de Carlos Eduardo para Ghilas, mas Conrado intercetou o desvio do avançado, na grande área.

7' Cruzamento perigoso de Danilo, à procura do desvio de Ghilas, mas o avançado argelino foi desarmado pelo guarda-redes Conrado.

5' Algumas perdas de bola e passes falhados por parte do FC Porto nos primeiros minutos. Vai-se notando alguma falta de entendimento entre alguns jogadores, que jogam juntos pela primeira vez.

1' Danilo joga a lateral-esquerdo, enquanto Alex Sandro fica no banco. Mangala, que tem rotinas nessa posição, também é suplente.

1' Manuel Oliveira apita para o início do jogo! Bola para o FC Porto.

FC PORTO: Fabiano; Victor Garcia, Diego Reyes, Maicon, Danilo; Fernando, Carlos Eduardo, Juan Quintero; Ricardo, Silvestre Varela e Nabil Ghilas. Suplentes: Bolat, Eliaquim Mangala, Alex Sandro, Steven Defour, Lucho González, Kelvin e Jackson Martínez.

TROFENSE: Congrado; Tiago Mesquita, Luiz Alberto, Dennis, Matheus; Tiago, Marcelo; Mateus Fonseca, Hélder Sousa, Preciado; Jhoan Viafara. Outros convocados: Diogo Freire, Márcio, Neves, André Viana, Rateira, Padilla e Henry Rua.

O FC Porto tem neste sábado a possibilidade de fazer as "pazes" com os adeptos, no regresso ao Dragão, depois de ter sofrido a primeira derrota em casa em mais de um ano e meio, frente ao Atlético de Madrid, na Liga dos Campeões. O Trofense é o adversário dos dragões na terceira eliminatória da Taça de Portugal (19.00), num jogo no qual Paulo Fonseca aproveitará para oferecer a titularidade a elementos menos utilizados.

Fabiano, Carlos Eduardo, Ricardo e Ghilas vão mesmo estrear-se como titulares nesta temporada, havendo ainda a possibilidade de Victor Garcia, o único atleta da equipa B chamado por Paulo Fonseca, poder ter a oportunidade de ser o primeiro venezuelano dos últimos 40 anos a jogar pelo FC Porto. Para uma eventual "emergência", Paulo Fonseca terá à disposição nomes como Lucho e Jackson Martínez no banco, onde Kelvin também deverá estar sentado.

O Trofense, último classificado na II Liga, regressa a um palco onde conseguiu empatar, a zero, em 2008/09, quando estava na I Liga. A "muralha" da Trofa travou a equipa de Lisandro, Hulk e companhia, um resultado que poderá servir de inspiração aos atletas de Porfírio Amorim. Curiosamente, o FC Porto não joga no Dragão para a Taça desde fevereiro de 2011, quando, com Villas-Boas, perdeu 2-0 com o Benfica, na primeira mão das finais-finais. Nessa mesma época, porém, acabou por erguer o troféu no Jamor, o último na fileira de Taças do clube.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG