Fábio Veríssimo explicou decisão do vídeo-árbitro na Luz

Juiz diz que perceberam logo no início da jogada uma possível irregularidade

O Benfica-Portimonense, da passada sexta-feira, ficou marcado pela anulação de um golo aos algarvios, perto do final da partida, que dava então o 2-2 à equipa do sul do país. O árbitro, contudo, acabaria por invalidar o golo depois de recorrer ao vídeo-árbitro. Fábio Veríssimo, responsável pelo VAR nesse encontro, justificou este sábado a anulação do mesmo.

"Tivemos logo a sensação que poderia ter havido uma irregularidade no início da jogada, já que foi uma tabela curta, junto à lateral, e o que fizemos foi que eu, como vídeo-árbitro, fiquei a ver todas as imagens disponibilizadas, para ver qual o melhor ângulo e o assistente de vídeo-árbitro e continuou a ver o jogo e transmitiu ao árbitro: "estamos a ver o lance", para ele não apressar o reinício do jogo. Recorrendo a todas as imagens, seguimos todos os procedimentos e dissemos ao árbitro: atenção que há fora-de-jogo junto à linha lateral", referiu o juíz.

Veja a comunicação entre a equipa do vídeo-árbitro e o árbitro Gonçalo Martins. ( a partir do segundo 53)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG