Euro2020. Eriksen vai ter desfibrilhador cardíaco subcutâneo implantado

Dispositivo "é necessário após um enfarte por causa dos distúrbios no ritmo cardíaco", informou a federação dinamarquesa.

O futebolista dinamarquês Christian Eriksen, vítima de uma paragem cardíaca no jogo frente à Finlândia, para o Euro2020, no sábado, vai ter um desfibrilhador cardíaco implantado, anunciou esta quinta-feira a federação dinamarquesa (DBU).

"Após diversos exames ao coração realizados por Christian, foi decidido que ele deveria usar um desfibrilador subcutâneo", conhecido pela sigla DAI (desfibrilhador automático implantado), infirmou a DBU, em comunicado.

A DBU explica ainda que tal dispositivo "é necessário após um enfarte por causa dos distúrbios no ritmo cardíaco".

O jogador do Inter de Milão aceitou a solução, que foi recomendada por especialistas dinamarqueses e internacionais.

"Pedimos a todos que deem a Christian e à sua família paz e privacidade por algum tempo", refere o comunicado.

Eriksen, de 29 anos, sofreu uma paragem cardíaca e caiu no relvado pouco antes do intervalo do encontro entre a Dinamarca e a Finlândia, que os finlandeses venceram por 1-0.

A rápida assistência médica em campo permitiu, após um quarto de hora, estabilizar o jogador e, posteriormente, transferi-lo para o Hospital Kingdom, em Copenhaga, onde permanece internado.

A partida foi inicialmente suspensa pela UEFA, mas foi reiniciada quase duas horas depois.

A Dinamarca volta a jogar esta quinta-feira, frente à Bélgica, no mesmo campo, o Parken de Copenhaga, em encontro da segunda jornada do grupo B da fase final do Euro2020.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG