Euro2020. Autoridades russas querem restrições sanitárias mínimas em S. Petersburgo

No Euro2020, Portugal, que defende o título, estreia-se no Grupo F frente à Hungria, em Budapeste, a 15 de junho. O presidente do comité organizador russo revela que que o estádio de São Persburgo pode "acolher 50% da sua capacidade total".

As autoridades russas anunciaram esta quinta-feira que vão impor restrições sanitárias mínimas de combate à pandemia de covid-19 durante os jogos do Euro2020 de futebol agendados para São Petersburgo.

"Olhamos para o Euro2020 com otimismo e temos já um acordo para que o estádio possa acolher 50% da sua capacidade total", disse o presidente do comité organizador russo, Alexei Sorokine, citado pela agência Ria Novosti.

Sorokine garantiu que o comité organizador está a trabalhar "para receber adeptos estrangeiros" e assegurou que essa intenção não foi rejeitada pelas autoridades.

O estádio de São Petersburgo, com capacidade para 61.000 espetadores, deverá acolher três jogos do grupo B, que junta as seleções da Dinamarca, Finlândia, Bélgica e Rússia, e um dos quartos de final da competição.

O Campeonato da Europa de 2020 foi adiado para o período entre 11 de junho e 11 de julho de 2021, devido à pandemia de covid-19.

No Euro2020, Portugal, que defende o título, estreia-se no Grupo F frente à Hungria, em Budapeste, em 15 de junho, defrontando, depois, a Alemanha, em Munique, no dia 19, e a França, atual campeã do mundo e vice-campeã da Europa, em 23 de junho.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG