Fernando Santos elogia Cristiano Ronaldo no dia de todas as críticas

Após o empate com a Islândia o capitão não foi poupado por quase ninguém. Mas para o selecionador "é o melhor do Mundo"

"Só uma equipa é que quis jogar. A Islândia foi só pontapé para a frente. Depois do golo, meteram o autocarro lá atrás. Não queriam jogar e nós sabíamos que seria assim". Foram estas palavras de Ronaldo que desencadearam mais um ataque violento por parte dos islandeses ao capitão da seleção, muito embora ontem não tenham estado sós nas críticas ao avançado do Real Madrid.

"O empate ainda ainda soube melhor ao ver que tem tão mau perder", disse ontem o central islandês Kári Árnason, que reforçou a sua ira para com o madeirense. "Pode dizer o que quiser, mas a verdade é que só teve uma oportunidade e não conseguiu marcar. O que posso eu dizer? Mau perder. Só mostra que o afetámos. Ronaldo é um grande jogador, mas não um bom ser humano. Queria que jogássemos como o Barcelona contra ele? Obviamente que nós não éramos favoritos, mas tivemos azar em não ganhar o jogo". E no fim foi buscar o grande rival do português: "Estes comentários são a razão por que Messi estará sempre um passo à frente dele".

O selecionador da Islândia, o sueco Lars Lagerback, também não perdeu a oportunidade de visar Ronaldo, sendo que já antes do jogo com Portugal tinha criticado o dianteiro e ainda Pepe pelas posturas de ambos na final da Liga dos Campeões. "Não culpo o adversário, várias vezes os jogadores esperam ganhar um jogo e isso acaba por não acontecer. Se queriam vencer a Islândia tinham que jogar melhor. É tão simples quanto isso".

Fernando Santos, que tinha preferido antes do jogo de estreia não abordar as declarações dos nórdicos, ontem já se manifestou. "A Islândia também não é um exemplo de fair play, podia ter respondido antes do jogo mas não o fiz. Os senhores islandeses que não venham dar-me lições de fair play. No final dos jogos, jogadores e treinadores, mas sobretudo nós, temos que ter alguma ponderação em relação ao dizemos, eu muitas vezes faço um esforço para me aguentar e eu penso que o sr. Lagerback, que é uma pessoa fantástica, devia ter sido mais ponderado."

Se a imprensa internacional não elogia propriamente o capitão da seleção, os chineses foram mais longe. O portal de notícias Tencent afirmou que Ronaldo está "exausto", uma afirmação contrariada ontem por Fernando Santos - "o Cristiano Ronaldo está muito bem".

Kahn e o Lorient

Oliver Kahn, antigo guarda-redes da seleção alemã e do Bayern Munique, voltou a mostrar - não é a primeira vez e talvez não seja a última - que não pertence ao clube de admiradores de Ronaldo. "Esteve discreto. Com o papel que desempenha, deveria ter lutado muito mais. Quando um jogador como ele se vai fazendo velho, deve dar-se conta do passar do tempo. É aborrecido ver sempre a mesma imagem, aquele exagero, aquele protagonismo. Marcou o penálti decisivo na final da Champions, naturalmente pode tirar a camisola. Mas logo ele, que tanto ganhou e é tão conhecido, devia aguentar-se e pensar nos jogadores do Atlético. Isso fá-lo-ia realmente grande. Em vez disse, está sempre com espalhafatos, aborrece-me", referiu o alemão que há uns meses tinha confessado que via "mais vezes os abdominais de Ronaldo que os seios" da sua mulher.

Até o Lorient, clube que Raphael Guerreiro representou nas últimas temporadas, decidiu meter-se com Ronaldo ao tentar explicar ao capitão da seleção como se marcam livres semelhantes àquele que dispôs precisamente antes do apito final. O emblema gaulês colocou imagens de livres convertidos em golo por... Raphael Guerreiro. A Federação não gostou do atrevimento e o vice-presidente Humberto Coelho fez saber isso junto de um dirigente daquele emblema.

A opinião de Jorge Jesus

O treinador do Sporting, Jorge Jesus, fez a análise do Portugal-Islândia para o jornal Marca. E dedicou uma boa parte da sua opinião a Ronaldo, tentando explicar que é preciso um esforço do madeirense para poder render mais.

"Cristiano parece estar bem. Não sei se a 100%, mas vendo o primeiro jogo parecia estar normal. O seu jogo, como avançado, é diferente de como joga no Real Madrid e também está numa idade perfeita para se acostumar a essa posição. Ronaldo tem que se adaptar à ideia de jogo da nossa seleção, que é distinta da que tem no Real Madrid. Para mim, é um bom momento para esta alteração na sua carreira porque no futuro vai ser um avançado puro e não andará pelas alas. Se se adaptar na segunda partida vai ser melhor."

Curiosamente, Fernando Santos tinha abordado o posicionamento de Ronaldo com os jornalistas. E explicou porque o avançado tem total autonomia: "É cada vez mais difícil para o Ronaldo ter bola, ele não pode viver encurralado na área e tem toda a liberdade para procurar outras zonas do terreno para depois enfrentar os adversários. O Cristiano tem de jogar de forma confortável. Já não é um extremo, mas também não é um avançado centro. É um finalizador por excelência que nós temos de saber rentabilizar da melhor forma."

Questionado insistentemente sobre Ronaldo, chegou a uma altura em que o engenheiro não se conteve. "Cristiano Ronaldo, Cristiano Ronaldo, Cristiano Ronaldo, é o melhor jogador do Mundo mas resumirmos Portugal a Ronaldo é redutor para a seleção portuguesa.

Indiferente a todo este clima adverso, Ronaldo mostrou-se muito bem disposto e sorridente no treino de ontem. Olhou para a bancada, brincou com Quaresma, mostrando-se imune a todos os comentários.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG