F1 regressa a Portugal. Administrador do autódromo acredita que GP "terá público"

O Autódromo do Algarve recebe o Grande Prémio de F1 a 2 de maio. Portugal é o palco da terceira corrida do mundial, depois de a temporada começar no Bahrein, a 28 de março, e do GP de Imola, em Itália, a 18 de abril. Decisão final sobre se haverá público no circuito de Portimão conhecida em abril.

A Fórmula 1 está de regresso a Portugal em 2021. O Autódromo Internacional do Algarve recebe o Grande Prémio de F1 a 2 de maio, confirmou esta sexta-feira a organização. Paulo Pinheiro, administrador do autódromo algarvio, acredita que a corrida "terá público"

Portugal vai então ser o palco da terceira corrida do mundial, depois de a temporada começar no Bahrein, a 28 de março, e do GP de Imola, em Itália, a 18 de abril.

Pelo segundo ano consecutivo, o GP de F1 vai realizar-se no circuito de Portimão. A prova vai decorrer de 30 de abril a 2 de maio.

"Estamos muito entusiasmados por anunciar que a Fórmula 1 voltará a correr em Portimão, após o enorme sucesso da corrida no ano passado. Queremos agradecer ao promotor e ao Governo português pelo árduo trabalho e dedicação para o regresso da prova a Portugal", afirmou Stefano Domenicali, presidente e diretor executivo da Fórmula 1.

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, congratula-se com este regresso da F1 a Portugal, realçando que "a realização de grandes eventos no nosso país é muito importante para a imagem e promoção internacional de Portugal como destino turístico".

No comunicado da organização, a governante agradece à Federação Internacional do Automobilismo (FIA) e à Fórmula 1 "pela confiança que depositaram em Portugal, no Algarve e no Autódromo Internacional do Algarve ao escolher o nosso país para acolher uma etapa do calendário da F1". Rita Marques expressa "total empenho em tornar" o Grande Prémio de Portugal um "grande sucesso."

"Esperamos dar as boas-vindas aos fãs em Portimão nesta temporada de forma segura"

Em outubro do ano passado, Portimão recebeu o mundial de Fórmula 1, 24 anos depois de o último Grande Prémio em território nacional. A corrida no Autódromo Internacional do Algarve levou o britânico Lewis Hamilton a conquistar a 92º vitória da carreira. Tornou-se no piloto com mais vitórias na história da modalidade.

A corrida do ano passado teve a presença de público, não se sabendo se a prova deste ano vai decorrer nas mesmas condições devido à pandemia de covid-19.

"Estamos confiantes e entusiasmados com a nossa temporada de 2021, tendo mostrado no ano passado que podíamos realizar 17 corridas com segurança e levar aos nossos milhões de fãs corridas emocionantes num momento difícil. Esperamos dar as boas-vindas aos fãs em Portimão nesta temporada de forma segura e estamos a trabalhar com o promotor nos pormenores deste plano", enfatizou Stefano Domenicali.

"Estamos a analisar a situação com as autoridades de saúde, pelo que ainda é prematuro estar a falar sobre isso, mas a situação tem estado a evoluir de forma positiva e, se assim continuar, acreditamos que terá público"

Já o administrador do Autódromo Internacional do Algarve, Paulo Pinheiro, manifestou-se convicto que, "se a situação da pandemia [de covid-19] continuar a evoluir favoravelmente", a prova do Campeonato do Mundo terá a presença de público.

"Estamos a analisar a situação com as autoridades de saúde, pelo que ainda é prematuro estar a falar sobre isso, mas a situação tem estado a evoluir de forma positiva e, se assim continuar, acreditamos que terá público", disse o responsável, adiantando que uma decisão final só deverá ser tomada "em abril".

O administrador do AIA mostrou-se, também, "muito satisfeito" com o acordo anunciado para o regresso da Fórmula 1 a Portugal em 2021, pois foi "o culminar de um longo processo de negociação", pelo que "não poderia haver melhor notícia".

De acordo com Paulo Pinheiro, "este acordo é por um ano": "Neste momento estamos focados na realização do evento deste ano. Depois, tal como fizemos no ano passado, vamos trabalhar para que se repita no futuro", garantiu Paulo Pinheiro.

Com Lusa

Atualizado às 11:44

Mais Notícias

Outras Notícias GMG