Marca engana-se a escrever nome de país em publicidade

Adidas escreveu "Columbia" na publicidade das novas camisolas da seleção e não escapou a muitas críticas

A publicidade da Adidas na Colômbia está na boca de todos, mas pelos motivos errados. A empresa escreveu mal o nome do país na última campanha publicitária, o que enfureceu os colombianos.

A empresa alemã lançou uma publicidade para o equipamento de futebol que a equipa nacional vai usar na Copa América em que aparecem as maiores estrelas do futebol do país, incluindo o jogador do Real Madrid James Rodriguez, mas estragou tudo quando escreveu "Columbia".

O erro é tão comum que os colombianos lançaram em 2013 a campanha "Its Colombia, Not Columbia" nas redes sociais. Na altura, um dos organizadores da campanha, Carlos Pardo, explicou ao Huffington Post que "o nome é muito importante para a identidade" e, "para além de ser chato", a imagem do país era afetada com estes erros constantes.

"Nós só queremos que as pessoas nos chamem pelo nosso nome, mas a questão vai além do nome, queremos que as pessoas se interessem pelas coisas positivas que acontecem aqui", explicou Carlos.

O movimento de 2013 voltou a ganhar força depois da Adidas que, além de escrever mal o nome do país na publicidade, também se enganou a escrever Colômbia no site.

A empresa já lamentou o incidente e, em declarações à Sky News, afirmou que "valoriza a parceria com a Federação de Futebol da Colômbia e pede desculpas pelo erro"

O erro do site já foi corrigido e as publicidades deverão ser retiradas. Porém, nas redes sociais as críticas multiplicam-se.

Uma utilizadora ficou tão incomodada com a situação que escreveu uma carta aberta à Adidas, em que explica porque o erro é tão grave.

"Num mundo onde a ignorância reina quando se trata do reconhecimento dos países do terceiro mundo, é incompreensível para mim por que a grafia correta de Colômbia é tão difícil de compreender para o público em geral", escreveu Stephanie P. na carta. "No entanto, é ainda mais irritante ver uma empresa multibilionária, como a Adidas, escrever mal na campanha nacional da equipa do país que está a tentar promover e gerar receita a partir de seu nome."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG