Exclusivo Do Puskás à Liga das Nações. Ronaldo regressa ao Dragão, onde já foi muito feliz

CR7 volta nesta noite a um palco onde viveu momentos importantes da sua carreira, tanto a nível de clubes como pela seleção. Foi ali, por exemplo, que marcou o primeiro golo por Portugal em 2004.

Hoje é dia de FC Porto-Juventus e do regresso de Cristiano Ronaldo aos estádios portugueses, neste caso ao Dragão, um palco onde já foi muito feliz quer a nível de clubes quer pela seleção. Cinco golos em dez jogos na casa dos portistas não é propriamente um registo brilhante para CR7, que de há uns anos para cá nos tem habituado a apresentar uma média a rondar um remate certeiro no encontro. No entanto, todos os jogos em que marcou foram especiais.

Embora tenha saído derrotado nas duas primeiras vezes em que visitou o reduto do FC Porto, foi no segundo jogo no palco do encontro desta noite (20.00) da primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões que começou a trilhar um caminho que muito possivelmente o vai levar a (mais) um recorde mundial. Na partida de abertura do Euro 2004, frente à Grécia, entrou após o intervalo e, já depois de ter cometido uma grande penalidade, estreou-se a marcar pela seleção, com um cabeceamento ao cair do pano, ainda assim insuficiente para evitar derrota. Seguiram-se mais 101 golos pela seleção. O iraniano Ali Daei, com 109, é o alvo a abater nesta corrida ao trono de melhor marcador de sempre por seleções.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG