Broncos vencem os Carolina Panthers e conquistam terceiro Super Bowl

A defesa dos Broncos foi decisiva, ao parar o melhor ataque da competição e a 'oferecer' os dois ensaios conseguidos no encontro

Os Denver Broncos conquistaram hoje pela terceira vez o Super Bowl, final da Liga norte-americana de futebol americano (NFL), ao baterem os Carolina Panthers, por 24-10, num encontro em que a chave esteve na defesa.

A defesa dos Broncos foi decisiva, ao parar o melhor ataque da competição e a 'oferecer' os dois ensaios conseguidos no encontro, numa partida em que o veterano 'quarterback' Payton Manning esteve pouco inspirado, com apenas 13 passes acertados em 23 tentados, nenhum dos quais para 'touchdown', além de ter permitido uma interceção.

Apesar da noite de maior fulgor, o 'xerife', de 39 anos, conquistou pela segunda vez um Super Bowl e tornou-se no mais velho 'quarterback' a conquistar o troféu, numa final disputada em Santa Clara, Califórnia.

Os Broncos conseguiram pontuar logo na sua primeira jogada, com um pontapé de Brandon McManus, surgindo depois o primeiro momento de a defesa, com Von Miller a tirar a bola ao 'quarterback' Cam Newton junto à linha final e Malik Jackson a conseguir o ensaio.

Com o resultado em 10-0, os Panthers reagiram no início do segundo período, com um ensaio de Jonathan Stewart, num salto espetacular por cima da muralha defensiva adversária.

Os Broncos voltariam a alargar a vantagem com mais um 'field goal' de McManus, que levou o jogo para o intervalo com um resultado de 13-7.

A oportunidade para os Panthers reentrarem no jogo surgiu no recomeço, mas o remate de Graham Gano embateu no poste, ao contrário do de McManus (16-7).

O 'kicker' dos Panthers ainda se redimiu com um pontapé certeiro, que reduziu para 16-10, mas Von Miller estava inspirado na defesa e voltou a provocar um 'fumble' (perda de bola) a Cam Newton.

Esta recuperação deixou os Broncos em excelente posição para 'matar' o jogo e um ensaio em corrida de CJ Anderson a pouco mais de três minutos do final e uma conversão de dois pontos decidiram o resultado.

Von Miller, que originou os dois 'fumbles' que decidiram o encontro, foi eleito o jogador mais valioso da final

Mais Notícias

Outras Notícias GMG