De Klöpp a Jeremy Corbyn: as reações à saída de Wenger

Figuras do futebol, e não só, homenageiam o legado de Arsène Wenger no Arsenal e no futebol inglês

Jurgen Klöpp, treinador do Liverpool
"Estou surpreendido. É a decisão dele. Respeito isso. Ele é uma referência no futebol, tem uma carreira fantástica e uma personalidade extraordinária.

Manteve-se durante tanto tempo. 22 anos é muito tempo. Talvez nos últimos meses nem toda a gente estivesse satisfeita com alguns resultados, mas ele é uma referência.

Era o treinador modelo em meados das décadas de 1990 e de 2000. Hoje em dia é diferente, porque somos adversários, mas ele era um grande exemplo e inspiração na Alemanha.

Talvez ainda vá treinar noutro sítio qualquer. Desejo-lhe o melhor"

Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista
"Arsène Wenger, obrigado por todas as conquistas, durante tanto tempo, pelo clube que eu amo.

Três títulos da Premier League, uma época invencível, um recorde de sete Taças de Inglaterra e uma revolução no futebol inglês."

Bob Wilson, antigo guarda-redes do Arsenal
"Ele está acima do Herbert Chapman e de todos esses que ganharam troféus.

Arsène é não só o melhor treinador da história do Arsenal, como mudou a face do jogo neste país"

Gary Lineker, antigo avançado inglês
"Deu muita da sua vida ao Arsenal. Trouxe muito sucesso ao clube. Deu muito ao futebol no nosso país. Merci e bonne chance, Monsieur Wenger"

Unai Emery, treinador do PSG
"Impossível falar do Arsenal, da Premier League da profissão de treinador sem mencionar Arsène Wenger, uma das referências obrigatórias. Obrigado, Arsène"

Mark Hughes (treinador do Southampton e antigo jogador do Manchester United)
"Ele chegou cá com ideias diferentes e pontos de vista novos sobre como o jogo deveria ser jogado e redefiniu as balizas para toda a gente

Tem sido uma grande influência no futebol deste país e merece um lugar na História.

Naquela altura Arsène estava bastante à frente de toda a gente e tivemos que ir atrás para o apanhar.

Estou na Premier League há mais tempo do que a maior parte dos outros treinadores, por isso os nossos caminhos já se cruzaram em numerosas ocasiões. Tivemos um ou outro desencontro, mas fomos sempre educados e respeitadores do trabalho de cada um."

John Hartson, antigo avançado do Arsenal
"Não posso dizer que esteja muito surpreendido. Acho que se estava a adivinhar, não? Há já algum tempo que várias fações de adeptos do Arsenal reclamavam a sua saída. Mas se ele tivesse saído mais cedo, não haveria pelo menos três Taças de Inglaterra no museu, que foi o que ele ganhou nos últimos quatro anos.

Penso que é a altura certa. Seria sempre bom que ele pudesse sair pelo seu pé na altura que sentisse como certa. "

Tony Adams, o primeiro capitão de Arsène Wenger no Arsenal
"Obrigado por tudo Arsène. Chega para o lado Herbert, Arsene Wenger é o melhor treinador do Arsenal de sempre"

Paul Merson, antigo jogador do Arsenal.
"Deviam abdicar do nome Emirates e dar o nome de Arsène Wenger ao Estádio. É o estádio dele. Foi ele que 'construiu' aquilo. Ou então chamem-lhe Emirates Arsène Wenger Stadium. Ele merece."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG