Cristiano Ronaldo, o corte na cara e o telemóvel. Zidane explica

Treinador falou sobre a situação protagonizada pelo número sete do Real Madrid

Zinedine Zidane, treinador do Real Madrid, explicou uma das imagens que mais marcou o mundo do futebol, e do desporto, recentemente. E sim, envolve Cristiano Ronaldo e um smartphone.

Na última partida dos merengues, que golearem o Deportivo por 7-1, com o português a marcar dois golos, CR7 acabou por ser atingido na cara, começou a sangrar e ficou com um corte que o obrigou a sair de campo, deixando a equipa com dez jogadores a cerca de dez minutos do final do encontro. Depois, vê-se o capitão da seleção nacional a usar um smartphone para ver o estado da cara, algo que gerou todo o tipo de comentários e reações.

Agora, Zidane explicou, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Leganes, para a Taça do Rei, que Cristiano Ronaldo apenas queria continuar em campo.

"Não podemos controlar o que as pessoas dizem. Ele só tirou o telefone para ver o que tinha acontecido e para ver se era um corte grande ou pequeno. E é só isso. Ele queria saber se podia continuar ou não, foi isso que ele nos disse no balneário e acabou. Ele foi suturado e agora está de regresso. O facto de ele estar a treinar com o olho neste estado mostra o quão importante é para ele jogar", afirmou o técnico francês.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG