Contratado na sexta, despedido na terça. Nem ter dado uma goleada salvou este treinador

Vagner Benazzi foi despedido 3 dias depois de ser contratado pelo clube de Ribeirão Preto

O treinador brasileiro Vagner Benazzi foi este fim de semana protagonista de um momento insólito: contratado na sexta-feira, até deu uma goleada no primeiro jogo. Mas foi despedido logo na segunda-feira.

Após uma goleada de 5-1 contra o Guarantinguetá no passado domingo, o técnico foi demitido na terça-feira seguinte, estando apenas 3 dias à frente do cargo no Comercial FC que atualmente disputa a Série A3 do Campeonato Paulista.

A direção do clube justificou a demissão salientando uma declaração polémica dada pelo técnico no domingo. Depois da vitória Benazzi afirmou que só continuaria a treinar a equipa se a direção acertasse as dividas antigas que tinham para com ele desde 2014, quando foi treinador do clube Estadual.

O caso já está na Justiça, no entanto o clube justifica que as dividas em questão são do tempo em que o Comercial estava a cargo do empresário Nelson Lacerda e que nada tem a ver com a direção atual.

Benazzi contrapôs afirmando que já pensava em sair do Comercial antes de ser despedido, alegando que o atual presidente da equipa, Brenno Spinelli, propôs que este trabalhasse sem receber.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG