Claques marcaram por SMS "duelo" que terminou com atropelamento

Benfiquistas e sportinguistas marcaram encontro durante o jantar de sexta-feira para a madrugada de sábado

Na madrugada de sábado, elementos das claques sportinguistas dirigiram-se a uma zona onde habitualmente se reúnem os membros da claque benfiquista No Name Boys. Iam pintar provocações a verde, antecipando o embate no dérbi entre leões e águias.

O "duelo" terá sido marcado por SMS, durante um jantar onde estiveram membros da Juve Leo e da Fiorentina, nomeadamente Marco Ficini, o italiano de 41 anos que viria a morrer num atropelamento e fuga, horas mais tarde. A notícia é avançada pelo Jornal de Notícias: dezenas de indivíduos, armados com petardos, barras de ferro e garrafas, responderam à chamada e foram para a rotunda sul junto ao estádio da Luz, nas imediações das piscinas do Benfica.

Na zona, escreve o JN, teriam passado agentes à civil da PSP, pouco antes da uma da manhã, já que é habitual que as claques marquem encontros para disputas físicas. Os grupos terão aguardado pela partida da polícia e só então se mobilizaram, tendo os confrontos terminado com o atropelamento mortal do adepto italiano da Fiorentina e dos leões, que vinha a Lisboa apoiar o Sporting.

Já este domingo, a SIC Notícias adianta que a Polícia Judiciária considera que o atropelamento não foi acidental. As autoridades já terão identificado o condutor do veículo que atropelou Marco Ficini, mas este ainda não foi detido. Estaria acompanhado por adeptos do Benfica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG