Chapecoense homenageia vítimas de acidente aéreo no estádio e na catedral

Milhares de pessoas participaram numa missa de homenagem, na catedral de Chapecó, às vítimas do acidente aéreo, ocorrido há um ano, que vitimou 71 pessoas, entre as quais vários futebolistas da Chapecoense

Antes, homenagearam as vítimas no estádio Arena Condá, tendo depois seguido a pé para a catedral de Santo António, para assistir à missa, durante a qual o jornalista Rafael Henzel, um dos seis sobreviventes, fez uma oração.

A Chapecoense abriu as portas do estádio durante todo o dia para que os habitantes da cidade pudessem homenagear as vítimas do acidente aéreo.

À hora do acidente (03.15 horas de Lisboa), os sinos da catedral de Chapecó tocaram durante vários minutos, com milhares de pessoas unidas em oração.

A 28 de novembro de 2016, a equipa brasileira viajava para Medellín, onde iria defrontar os colombianos do Atlético Nacional na final da Taça Sul-Americana, quando o voo 2933 da companhia privada LaMia se despenhou já perto do aeroporto.

A falta de combustível foi a causa da queda do avião, do qual sobreviveram seis dos 77 ocupantes, três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG