Campeão de Fórmula 1 Max Verstappen renova com Red Bull até 2028

Com esta renovação, Max Verstappen torna-se também no piloto com o vínculo mais longo, superando o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) e o britânico Lando Norris (McLaren), que têm contrato até 2025.

A escuderia de Fórmula 1 Red Bull renovou contrato com o piloto holandês Max Verstappen, atual campeão mundial, até 2028, foi hoje anunciado.

Aos 24 anos, Max Verstappen, que tinha contrato até 2023, torna-se no piloto mais bem pago graças aos 40 milhões de euros que cobra por temporada com o novo vínculo, superando os 37 milhões pagos ao britânico Lewis Hamilton (Mercedes), anterior campeão.

"Realmente gosto de estar nesta equipa e, por isso, decidir continuar até 2028 foi uma decisão fácil de tomar", disse o piloto, que chegou à escuderia em 2016.

Para Max Verstappen, conquistado o título em 2021, um "objetivo perseguido desde 2016", agora é altura "de manter o número 1 no carro pelo maior tempo possível".

Com esta renovação, Max Verstappen torna-se também no piloto com o vínculo mais longo, superando o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) e o britânico Lando Norris (McLaren), que têm contrato até 2025.

Da parte da equipa, ter "Max Verstappen até 2028 é uma verdadeira declaração de intenções", disse o britânico Christian Horner, diretor desportivo da formação de Milton Keynes.

"O nosso foco imediato é renovar o título mundial do Max [Verstappen], mas este acordo também demonstra que ele faz parte da planificação a longo prazo da equipa", disse ainda o mesmo responsável.

Max Verstappen é filho do antigo piloto de Fórmula 1 Jos Verstappen. Chegou à Fórmula 1 pelas mãos da equipa satélite da Red Bull, a Toro Rosso, em 2015, ainda antes de ter idade legal para tirar a carta de automóveis, tornando-se o mais jovem piloto a pontuar na Fórmula 1, com 17 anos e 180 dias de idade.

Subiu à primeira equipa em 2016 para substituir o russo Daniil Kvyat, tornando-se, logo na primeira corrida com a Red Bull, no Grande Prémio de Espanha, no mais jovem piloto a liderar uma prova, a subir ao pódio e a vencer uma corrida, com 18 anos e 228 dias.

Em 2021, sagrou-se campeão mundial pela primeira vez, ao ultrapassar o britânico Lewis Hamilton na última volta da última corrida da temporada, em Abu Dhabi.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG