Bonucci torna-se o mais velho a marcar numa final de um Europeu

O defesa central italiano Leonardo Bonucci, de 34 anos, dois meses e 10 dias, tornou-se o mais velho jogador a marcar em finais do campeonato da Europa de futebol, empatando o embate com a Inglaterra (1-1).

O jogador da Juventus faturou aos 67 minutos, na sequência de um canto, e na recarga a uma defesa de Pickford, a cabeceamento de Verratti, que foi devolvida pelo poste direito.

Bonucci bateu o recorde que pertencia ao alemão Bernd Hölzenbein, que, com 30 anos e três meses e 11 dias, faturou na final de 1976, no desaire da RFA face à Checoslováquia, no desempate por grandes penalidades.

Hölzenbein faturou, então, aos 89 minutos, para empatar o jogo a dois e forçar o prolongamento, que não trouxe alterações ao marcador, acabando os checoslovacos por vencer na 'lotaria' dos penáltis, graças ao célebre golo de Antonín Panenka.

Na final do Euro2020, em Wembley, a Inglaterra adiantou-se com um golo do defesa esquerdo Luke Shaw, que marcou, logo aos dois minutos, o golo mais rápido em finais do campeonato da Europa.

Na 17.ª final, Shaw superou por quatro minutos aquele que era o tento mais rápido, apontado pelo espanhol Jesus Pereda, aos seis minutos do jogo decisivo de 1964, frente à União Soviética, no Santiago Bernabéu, em Madrid. Os espanhóis venceram por 2-1.

Shaw começou a jogada na esquerda da sua defesa, colocando a bola em Harry Kane, que lançou em profundidade, sobre a direita, o lateral Kieran Trippier, a grande novidade no 'onze' dos 'três leões' para a final.

O jogador do Atlético de Madrid centrou para o segundo poste, onde apareceu Shaw, sem deixar cair, a rematar forte de pé esquerdo, com a bola ainda a bater no poste direito da baliza defendida por Donnarumma.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG