Beto triste com a despedida do Sevilha

Giarda-redes considera que viveu a "a época de ouro" do Sevilha

O guarda-redes português Beto despediu-se esta terça-feira do Sevilha com uma carta, na qual se mostrou satisfeito por ter vivido "a época de ouro do clube", que esta esta época conquistou a terceira Liga Europa de futebol consecutiva

Na carta, publicada na página oficial do clube na internet, Beto, que esteve três épocas e meia ao serviço do Sevilha, reconhece estar a viver um dia triste.

"Hoje é um dia triste para mim, desses dias que nunca pensamos que vai chegar", refere Beto numa carta de despedida, na qual garante ter vivido "intensamente" e dado sempre o seu melhor em campo.

O guardião português, de 34 anos, destaca a "imensa sorte de ter vivido a época de ouro do Sevilha" e de ter conseguido estar na conquista de três edições consecutivas da Liga Europa.

Beto admite que a primeira conquista da Liga Europa foi a que lhe deixou melhores recordações, com "eliminatórias inesquecíveis frente ao Bétis, ao FC Porto e o Valência, e a final, que culminou com a vitória frente ao Benfica, no desempate por grandes penalidades [4-2]".

O guardião, que chegou ao Sevilha no inverno de 2013, por empréstimo do Sporting de Braga, agradece o apoio dos adeptos, sobretudo nos momentos complicados das lesões, que foram chegando "umas atrás das outras", lembrando uma luxação num obro e uma entorse num joelho, que obrigaram a paragens longas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG