Salvio dá tempo extra ao sonho da águia

Argentino marcou o golo da vitória do Benfica no Estoril, aos 90+2'

Foi preciso uma injeção de adrenalina no último suspiro para salvar um Benfica que parecia deixar(-se) morrer (n)a luta pelo título, ontem, na Amoreira. O resgate de emergência veio pela cabeça de Salvio, para lá dos 90 minutos, quando a águia parecia já num voo demasiado atordoado, com queda à vista. O 2-1 arrancado a ferros frente ao Estoril transformou um quase adeus ao título numa nova subida à liderança, ainda que à condição, atirando a batata quente da pressão para o campo do FC Porto, que só amanhã entra em campo nesta 21.ª jornada, na receção ao Vit. Setúbal.

O sonho benfiquista do penta mantém-se assim agarrado à realidade, mesmo que os sinais vitais não aparentem uma equipa muito saudável nesta luta. O Benfica não convence, mas resiste. E agarra-se ao que puder para se manter na corrida. Como o de Salvio, ontem, são já oito os golos marcados pelos encarnados aos 90 ou mais minutos nesta edição da Liga - a equipa que mais se aproxima é o Sporting, com seis. E oito também os pontos resgatados "fora de horas".

A tendência começou logo à segunda jornada, em Chaves, quando Seferovic fez o golo da vitória aos 90+2", e foi recuperada no dérbi com o Sporting, quando Jonas salvou um ponto, de penálti, aos 90". O brasileiro voltou a salvar um ponto no Restelo, de livre, aos 90+7"; Jiménez fez de penálti o golo da vitória em Setúbal, aos 90+3"; e Salvio acrescentou ontem mais dois pontos, aos 90+2", uma jornada depois de a equipa de Rui Vitória ter experimentado o reverso da medalha, com o golo de Herrera que deu a vitória ao FC Porto no clássico, aos 90".

Na luta apertada do título, todos os minutos contam. E o Benfica ganhou ontem tempo extra.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG