Lindelöf: águias querem renovar, mas agente prefere transferência

Luís Filipe Vieira pretende aumentar cláusula de rescisão, mas Fali Ramadani ainda espera que o central saia até final de agosto

O Benfica ainda não chegou a um entendimento com o sueco Lindelöf para a renovação de contrato. O jogador tem algumas ofertas para sair e o seu empresário prefere mesmo a transferência do jogador, que se destacou na temporada passada ao serviço das águias.

Lindelöf renovou o seu vínculo com o Benfica em 2015, quando estava em fim de contrato, numa altura também em que muito poucos conheciam o seu verdadeiro valor. A verdade, contudo, é que os encarnados sempre apostaram forte no sueco de 22 anos, que acabou por ser uma das grandes surpresas do tricampeonato. Muito por "culpa" também das lesões de Luisão e Lisandro López, o jovem jogador agarrou o lugar na equipa e conseguiu também um lugar nos convocados da Suécia para o Campeonato da Europa, onde também foi um dos habituais titulares.

Fruto desta excelente temporada, o jogador teve várias propostas para sair, duas das quais de tubarões do futebol europeu, como a Roma e o Nápoles. E é perante este interesse que o seu empresário, Fali Ramadani, está a hesitar em novo contrato com as águias.

O Benfica decidiu premiar a excelente temporada de Lindelöf com uma revisão salarial (tem um vencimento na ordem dos 20 mil euros mensais) e o tal novo contrato. Sobretudo também porque deseja aumentar a sua cláusula de rescisão, atualmente em 30 milhões de euros, valor esse facilmente alcançável pelas principais potências do futebol europeu.

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, ainda não desistiu de convencer o jogador e o seu empresário e irá continuar o diálogo. Certo é que de momento só aceita negociar o defesa central pelo tal valor da cláusula de rescisão e pago a pronto. Até devido ao histórico recente de lesões de Luisão, que mais uma vez saiu magoado do jogo da primeira jornada do campeonato diante do Tondela.

Os encarnados acreditam também que será mais fácil negociar um novo contrato se o internacional sueco acabar por permanecer na Luz, se ninguém pagar a cláusula de rescisão. Nessa altura o empresário Ramadani terá também menos poder negocial. O agente chegou a falar a Luís Filipe Vieira de uma abordagem do Chelsea para a contratação de Lindelöf, mas a verdade é que a oferta nunca chegou è mesa da SAD. Oficiais só duas propostas, as tais dos italianos da Roma e do Nápoles. Ambas não passavam dos 20 milhões de euros.

Importante será também a palavra de Lindelöf, que por várias vezes já revelou ser sua vontade continuar pelo menos mais uma temporada ao serviço do Benfica, e segundo informações recolhidas o jogador está disposto a aceitar um novo acordo com as águias.

Aposta em jovens talentos

O Benfica continua atento aos jovens portugueses e nesse sentido já chegou a acordo com o Inter de Milão para o regresso a Portugal do extremo Pedro Delgado, de apenas 19 anos, e está em negociações com a Sampdoria para garantir o lateral direito Pedro Pereira, 18, que saiu da Luz na temporada passada para ingressar na equipa de Génova.

Já ontem o Inter de Milão confirmou a transferência de Pedro Delgado, ex-Portimonense, para o clube da Luz, não tendo, no entanto, revelado os valores do negócio. Tudo aponta, contudo, que as águias tenham pago cerca de 300 mil euros pela transferência e os nerazurri ficaram com direito a 10% de uma eventual transação futura. À sua espera o internacional sub-19 terá um contrato válido para as próximas três temporadas, devendo, inicialmente, começar a sua carreira na Luz pela equipa B.

Pedro Pereira é outro desejo das águias, de forma a acautelarem o futuro. Nélson Semedo e André Almeida são neste momento as apostas para o lado direito da defesa, mas a cobiça aos dois fez o Benfica procurar soluções.

Entretanto, o guarda-redes Júlio César continua a recuperar de uma uma mialgia de esforço na coxa esquerda, mas deverá ser opção para o jogo com o V.Setúbal, da próxima jornada. O brasileiro continuará a ser avaliado diariamente, mas os encarnados acreditam na sua total recuperação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG