Jorge Jesus: "Bom era 5-0, mas isso não existe"

Treinador do Benfica exalta que foi cumprido o objetivo de ganhar sem sofrer golos e que o Bordéus foi demasiado desvalorizado pelos adeptos.

Jorge Jesus mostrou satisfação depois de o Benfica ter derrotado o Bordéus, por 1-0, na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga Europa. A exibição esteve longe de ser empolgante, bem como o resultado, mas o técnico das águias vincou que foi cumprido o objetivo: "Ganhar e não sofrer golos."

"Bom era 5-0, mas isso já não existe. No futebol, a este nível, isso não existe. Estamos nos oitavos-de-final da Liga Europa, não estamos a jogar com equipas que não têm qualidade. As pessoas foram muito atrás da classificação do Bordéus no campeonato [n.d.r. 10.º lugar] e acharam que tínhamos de golear", lamentou o técnico, naturalmente reconhecendo que seria "bom ganhar por mais".

"Não jogámos tanto como queríamos em termos ofensivos, mas porque do outro lado esteve uma equipa que também sabe jogar e que também cria desequilíbrios, obrigando-nos também a defender", frisou Jorge Jesus, mostrando-se satisfeito por o Benfica "ir a França melhor do que quando iniciou a eliminatória".

Rodrigo, que dividiu o único golo da partida com o guarda-redes Carrasso, desdramatizou o facto de a UEFA ter atribuído autogolo ao guarda-redes, explicando que o "importante é que foi golo do Benfica e deu a vitória". E se Jorge Jesus queria um 5-0, Rodrigo foi mais ambicioso: "Se fosse 10-0 era melhor, mas mesmo com 5-0 ou 3-0 a eliminatória não ficaria resolvida", vincou, prometendo um Benfica "com mais força" em França, a 14 de março.

O treinador do Bordéus, Francis Gillot, reconheceu que "o Benfica não esteve tão bem como é habitual, mas venceu e continua a ser favorito". Ainda assim, o Bordéus jogou em Lisboa com várias baixas e o técnico acredita que a sua equipa estará mais forte quando receber os encarnados. "Poderá ser mais difícil para o Benfica, pois vamos recuperar alguns jogadores", avisou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG