"Dedicação, inspiração e motivação"

Rui Vitória acredita na passagem às meias-finais, mas espera dificuldades

O treinador do Benfica Rui Vitória está confiante na reviravolta frente ao Bayern Munique, mas para tal pede o máximo de empenho aos seus jogadores.

"Temos de ser uma equipa a jogar nos limites da organização defensiva. Vamos encontrar um Bayern tremendamente difícil, um candidato a ganhar esta prova. Jogam igual em casa e fora, portanto, temos de jogar nos limites e ser atrevidos ofensivamente. Não vale a pena fazer muitos raciocínios. Disse que esta seria uma eliminatória difícil e continua a ser. Por isso, temos de estar no Redline, sempre com enorme dedicação, inspiração e motivação. O Bayern tem um cariz de jogo muito ofensivo. O ter a bola e o controlar o jogo é uma das premissas deste jogo. E amanhã vai querer a mesma coisa. A nós, resta contrariar isso e colocar as nossas armas em campo", revelou o treinador.

Para a partida desta quarta-feira o técnico não poderá contar com Jonas, castigado, e confirma que Gaitán está em dúvida. "Só amanhã é que vamos decidir e não estou a dizer isto para fazer tabu. Só mesmo em cima da hora do jogo é que saberemos", afirmou.

Frente ao Bayern, além do máximo empenho do grupo de trabalho, Rui Vitória espera também ajuda do público. "Quem viu o que nós vimos em Munique, cinco mil benfiquistas a mostrar o que é o Benfica, pode esperar um grande ambiente na Luz. Naquele dia, disse que se cinco mil fizeram aquilo, então 65 mil. Sabemos que os adeptos vêm entusiasmados e nós também temos de ter esse entusiasmo e alegria no jogo mas com lucidez e inteligência para o encarar. Será um Inferno da Luz a recordar as grandes noites europeias. E acredito que o Bayern vai sair com uma boa recordação do nosso Estádio e espero que seja apenas essa", afirmou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG