"Ainda pode ter uma grande carreira, mas precisa que confiem nele"

Hugo Sanchez, antigo internacional mexicano e ex-jogador do Real Madrid, pede mais tempo de jogo para o seu compatriota Raúl Jiménez, que voltou a ser decisivo com a camisola dos encarnados em Vila do Conde

Apesar de ter tido uma época bastante irregular, com várias contrariedades pelo caminho, Raúl Jiménez resistiu na sombra até voltar a ter a oportunidade de brilhar com a camisola das águias. Fê-lo em Vila do Conde, no último domingo, com mais um golo decisivo para este Benfica de Rui Vitória, que graças a ele ficou à distância de uma vitória do inédito tetra.

Neste campeonato, o mexicano tem somente uma média de 39 minutos nos 17 jogos que realizou, tendo apontado apenas seis golos, o último dos quais no triunfo importantítissimo no campo do Rio Ave - onde, de resto, já tinha sido decisivo na temporada passada. Independentemente das lesões que Jiménez sofreu esta temporada, Hugo Sanchez, antigo internacional mexicano, considera que o golo comprova que o seu compatriota merece mais minutos do que os que tem tido.

"Sei que teve alguns problemas físicos esta temporada, mas penso que também já deveria ter tido mais oportunidades, sabíamos que estava recuperado. Esteve muito bem no Benfica no ano passado, quando foi para Portugal, e esperávamos que este ano fosse ainda melhor", começou por dizer ao DN o ex-jogador do Real Madrid, considerando que só com minutos Raúl Jiménez poderá justificar o rótulo de contratação mais cara das águias (22 milhões de euros).

"Só com continuidade é que pode marcar mais golos, no banco não. Já dizia o mesmo quando estava no Atlético de Madrid", referiu Hugo Sanchez, abordando também a transferência falhada do jogador para a China, em janeiro último. "Se estavam dispostos a pagar 50 milhões por ele é porque estamos a falar de um grande jogador. Eu nunca escondi a minha admiração pelo Raúl e tenho a certeza que ainda fará uma grande carreira, mas precisa de alguém que confie nele", afirmou.
"O Raúl esteve lesionado e teve de esperar a sua vez. O treinador é quem conhece melhor a sua equipa e entendeu dar-lhe agora uma oportunidade. O Benfica é uma grande equipa, mas o Raúl está preparado para jogar e espero que o treinador lhe dê agora as oportunidades que merece", concluiu o antigo goleador mexicano.

O mais decisivo na era Vitória

Raúl Jiménez teve três lesões esta temporada que o impossibilitaram de estar presente em grande parte dos jogos, levando um total de 657 minutos em 17 partidas. A verdade, no entanto, é que é responsável pela conquista direta de sete pontos, os últimos dos quais em Vila do Conde. São, curiosamente, os mesmos pontos que garantiu ao Benfica na temporada passada, ainda que em 2015/2016 tenha realizado 28 jogos no campeonato. De acordo com o site zerozero, aliás, o internacional mexicano é o jogador mais decisivo na era de Rui Vitória, tendo sido a sétima vez que ofereceu um triunfo aos encarnados.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG