Benfica volta a emperrar, agora em Moreira de Cónegos

Empate (1-1) penaliza falta de eficácia das águias. Moreirense empatou de penálti e Paços visita Sporting a poder igualar equipa da Luz

O Benfica não entrou muito forte, mas fez uma primeira parte globalmente competente. Exceto, talvez, na finalização, apesar da lição de como rematar à baliza de Seferovic (0-1 aos 25"). Depois, um penálti concedido (sem ser forçado) por Grimaldo deu a Yan a oportunidade não desperdiçada de empatar (40").

Antes de sofrer o empate num lance desmazelado do lateral (empurrou pelas costas um adversário cercado de jogadores do Benfica), a equipa de Jorge Jesus esteve perto do golo mais duas vezes. Rafa, na cara de Pasinato, atrou ao lado (21"); e Darwin quase marcava num remate em arco (29").

O Moreirense jogava recuado e causava poucos problemas à defesa do Benfica, mas chegava ao intervalo empatado com golos tendo feito apenas um remate. O do penálti.

Na segunda parte, o Benfica pressionou o Moreirense e ameaçou marcar um par de vezes. Antes da mais flagrante, polémica dupla na área da equipa minhota.

Primeiro, Vertonghen é atingido pela mão de Rosic numa disputa de bola (60"), mas o árbitro nada assinalou. Quase na jogada seguinte, Weigl (62") é tocado por Filipe Soares no pé, mas fica em pé e só depois se deixa cair.

O árbitro assinalou penálti, mas esperou pela confirmação do VAR. Depois, foi ver ao ecrã junto à linha lateral e reverteu a decisão. E mostrou amarelo ao alemão.

Aos 79", Pasinato negou o golo a Darwin. Waldschmidt, de regresso, cruzou da direita para o colega, que ganhou a frente ao central e cabeceou com força. O guarda-redes do Moreirense fez uma grande defesa.

Depois dos 80 minutos, o Benfica rebentou fisicamente. Cansado e sem energia, deu ânimo ao Moreirense, que finalmente rematou à baliza de Helton Leite. Derik teve duas ocasiões para fazer o 2-1, mas em ambas foi trapalhão (85" e 90").

Pizzi quase dava a vitória ao Benfica num remate desviado por um adversário, aos 90"+4", mas o resultado estava feito: 1-1.

Mais um empate, o primeiro em 11 jogos como visitante em Moreira de Cónegos para o campeonato, onde tinha ganho os dez jogos anteriores.

O efeito Vasco Seabra no Benfica 2020/2021: 0-3 no Bessa e 1-1 em Moreira de Cónegos. Cinco pontos desperdiçados.

Entre a jornada 12 e a 19, o Benfica só ganhou dois jogos e empatou cinco. Além de ter perdido em Alvalade com o Sporting. Fez, portanto, 11 pontos em 27 possíveis.

Se o Sporting bater segunda-feira o Paços de Ferreira, em Alvalade, a distância para o líder aumenta para 13 pontos. Se os castores ganharem, igualam o emblema da Luz no quarto lugar, com 38 pontos.

Nesta jornada, manteve a distância de três pontos para o 2.º lugar, depois do empate do FC Porto no dérbi com o Boavista (2-2), mas viu o Braga fugir após ganhar na visita ao Santa Clara.

Quinta-feira é dia de Liga Europa e o adversário é o Arsenal, na primeira mão dos 16-avos-de-final que será disputada em Roma devido á Covid-19. A segunda, em vez de Londres, será disputada em Atenas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG