Benfica quer impedir FC Porto de divulgar emails

Clube da Luz pretende que a justiça impeça o FC Porto de continuar a divulgar emails. E, segundo o JN, é pedida não só a proibição como o pagamento de um milhão de euros por cada violação

Mais um episódio do do caso dos emails. Como é sabido o FC Porto tem divulgado no Porto Canal troca de correspondência entre elementos do Benfica e algumas figuras ligadas à arbitragem e à Liga de Clubes.

O Benfica, por isso mesmo, avançou, há duas semanas, com uma providência cautelar no Tribunal Cível do Porto, no qual é pedido à juíza que decrete a proibição. E caso o FC Porto não acate a deliberação judicial é pedido o pagamento de um milhão de euros por cada violação da decisão.

A notícia avançada esta terça-feira pela edição impressa do JN refere que a magistrada recusou decretar a providência cautelar sem ouvir os visados.

A providência é, ainda de acordo com o JN, assinada pelo advogado Gonçalo Malheiro e é dirigida contra quatro sociedades do universo azul e branco. A saber: FC Porto, SAD; FC Porto clube; FC Porto Media; Porto Canal). O diretor de comunicação dos dragões, Francisco J. Marques, é a única pessoa singular visada, talvez por ter sido o próprio a fazer as alegadas revelações no canal do clube.

Neste momento o Tribunal aguarda pelas contestações das empresas visadas para depois decidir.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG