As primeiras palavras de Eriksen. "Obrigado a todos, não vou desistir"

Jogador da Dinamarca reage pela primeira vez, através do empresário, depois de ter caído inanimado durante o jogo do Europeu frente à Finlândia.

"Obrigado a todos, não vou desistir". Estas são as palavras do jogador da seleção da Dinamarca, que reage pela primeira vez, através do empresário, após ter caído inanimado no jogo de sábado frente à Finlândia, a contar para a primeira jornada do Grupo B do Europeu de futebol.

Christian Eriksen, de 29 anos, fez uma breve declaração ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, através do empresário Martin Schoots, na qual agradece tudo o que fizeram por ele e garantiu que não vai desistir.

O jogador dinamarquês fez saber também que se sente melhor e que quer perceber o que lhe aconteceu em pleno relvado do Estádio Parken, em Copenhaga. O jogo com a Finlândia foi interrompido ao minuto 43, depois de o médio ter caído inanimado, tendo recuperado a consciência ainda no relvado. A partida foi retomada mais de uma hora depois.

Martin Schoots afirmou que o jogador do Inter está bem disposto, mas ansioso por descobrir o que provocou a paragem cardíaca durante o primeiro jogo no Europeu, no qual a seleção enfrento a Finlândia, que acabou por vencer o encontro.

O empresário recordou a conversa que teve com Eriksen na manhã de domingo. "Ele estava bem disposto, achei-o bem", disse Martin Schoots à edição desta segunda-feira do jornal Gazzetta dello Sport. "Todos nós queremos saber o que aconteceu, ele também. Os médicos estão a fazer exames detalhados, vai demorar", afirmou o empresário do jogador dinamarquês.

Deve permanecer no hospital até pelo menos terça-feira, diz empresário

Eriksen, contou o empresário, ficou sensibilizado com as demonstrações de carinho que recebeu. "Chegaram mensagens de todo o mundo", disse Schoots ao jornal, referindo que o jogador ficou especialmente sensibilizado pelas mensagens do Inter, não só dos companheiros de equipa, mas também dos adeptos do clube italiano.

"Metade do planeta está em contacto connosco, todos estão preocupados", acrescentou. "Agora, deve simplesmente descansar", disse o empresário referindo que a mulher e os pais de Eriksen estão com ele.

De acordo com Schoots, o jogador irá permanecer em observação no hospital até pelo menos terça-feira. "Mas, em qualquer caso, ele quer apoiar os companheiros da Seleção no jogo contra a Bélgica ".

Um porta-voz da Federação de Futebol da Dinamarca afirmou que a condição de Eriksen era "estável", mas que iria continua hospitalizado para efetuar exames complementares.

No domingo, o médico da seleção dinamarquesa de futebol, Morten Boesen, revelou que ainda não foi encontrada nenhuma explicação para o grave problema que Eriksen sofreu durante o encontro entre Dinamarca e Finlândia, do Euro2020, disputado no sábado.

A fazer exames para se perceber o que aconteceu, diz médico da seleção da Dinamarca

"Neste momento, não temos nenhuma explicação. Esse é um dos motivos pelo qual ele [Eriksen] ainda está internado, para perceber o que aconteceu", afirmou em conferência de imprensa Boesen, adiantando que os resultados dos exames já feitos são "bons".

Horas antes, a Federação Dinamarquesa de Futebol tinha informado que Christian Eriksen continua hospitalizado, num estado estável, e que vão ser realizados mais exames ao jogador de 29 anos.

Por seu turno, o médico do Inter Milão, Piero Volpi, equipa em que Eriksen joga, assinalou em declarações à Gazzetta dello Sport que o médio dinamarquês nunca deu qualquer indicação de ter um problema de saúde.

"O importante é que ele está bem, mas nunca houve o menor episódio que pudesse sugerir um problema, nem de perto, nem de longe, nem quando estava no Tottenham, nem no Inter. Em Itália, os controlos são muito rígidos", sublinhou Piero Volpi.

Já Giuseppe Marotta, dirigente do Inter Milão, disse esperar que Eriksen recupere rápida e plenamente, especificando que o atleta não tinha covid-19 e não foi vacinado contra a doença.

O encontro de sábado entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do Grupo B, foi interrompido ao minuto 43, depois de Eriksen ter caído inanimado do relvado.

O jogador recebeu assistência médica no relvado, tendo mesmo sido reanimado, com o atleta a recuperar a consciência e a ser transportado para o hospital.

O jogo foi retomado mais tarde, após os jogadores dinamarqueses terem conseguido falar com o seu companheiro, e a Finlândia venceu o encontro por 1-0.

Com Lusa e AFP

Mais Notícias

Outras Notícias GMG